País purista a prosear bonito, a versejar tão chique e tão pudico, enquanto a língua portuguesa se vai rindo, galhofeira, comigo - Alexandre O'Neil

quinta-feira, fevereiro 11, 2016

A imbecilidade transformada secretária

Há uns meses o Crato, ex ministro da educação deste pobre país, dizia que os alunos deviam utilizar a bicicleta para se deslocarem para a escola!
IDEIA CRETINA!
Estou mesmo a imaginar, um aluno de Videmonte a deslocar-se, em tempo de invernia, para a escola de bicicleta!
Hoje um secretário das finanças do governo do Costa afirmava que o aumento do imposto nos combustíveis tinha um efeito pedagógico sobre os cidadãos. Começarem a utilizar mais os transportes públicos!
MAIS UMA IMBECILIDADE!
O secretário, será o quarto secretário (?), não deve saber o que é o Interior e as paupérrimas ligações que existem entre a sede do concelho e as freguesias e entre os bairros na própria localidade. Se soubesse calava a cloaca!
VAI-TE ENCHER DE SARNA!
FARTO DE IMBECIS!
Será que o secretário sabe o quanto custa a Pais e Encarregados de Educação pagarem só os passes escolares aos seus filhos, quanto mais pagarem as viagens, nos reduzidos transportes públicos?

BRUTINHO DAS GAIOLAS!
Para que conste há muitas freguesias que só têm o transporte da manhã, para a ida a um médico e, o regresso à noite!
ÉS UM TACANHO!
Ou será que para este secretário o país é Lisboa ou o Porto? O resto, reserva de índios para cowboys ROUBAREM.

E esta quem explica?


As subvenções vitalícias atribuídas a políticos fora do activo vão disparar de 700 mil euros para quase 19 milhões de euros este ano. 
E quem vai pagar?
OS MESMOS DE SEMPRE!
Como se sabe, tal subida ficou-se a dever a um interposto recurso apresentado pelos parasitas parlamentares, ao Tribunal Constitucional. As tais subvenções que uma Maria de Belém, a única que deu a cara, os outros esconderam-se atrás dos papéis e dos biombos, disse que não abdicava dos seus DIREITOS!
DIREITOS? PRIVILÉGIOS SEUS PARASITAS!
Agora o governo de Costa, na proposta de Orçamento do Estado para 2016, inscreve o valor de 19 milhões de euros para as subvenções que um Tribunal Constitucional resolveu conceder à casta da elite. Só que, em casos de roubos aos salários e outros direitos aos trabalhadores, esses sim direitos, pactuou com a corja no corte e nada mandou repor. Para completar o ramalhete que tal a reforma de um cidadão, por solicitar a sua antecipação, ficar nos 176 euros? UMA VIDA DE TRABALHO!
Enquanto outros com meia dúzia de anos de assento num lugar de Tribunal ficaram com a reforma de milhares!
Não é senhora Assunção Esteves?
É FARTAR VILANAGEM!

quarta-feira, fevereiro 10, 2016

Ponto de Vista

Finalmente «habemos» orçamento! Depois de tanta polémica acerca das versões precedentes, eis-nos finalmente perante um documento que aguarda a sua versão final em sede de comissão parlamentar. E é sobre esse documento, que já não é bem um rascunho, que devemos refletir.
Para início de conversa desejo deixar aqui bem claro que não sou apoiante deste governo nem militante de qualquer partido político. Sou um simples cidadão e é nessa qualidade que tenho uma opinião.
E essa opinião, para ir direto ao assunto, é de que este orçamento é mais do mesmo. Descontando pequenas diferenças, é um orçamento que esquece quem trabalha e que não sobrecarrega os verdadeiros detentores da riqueza. É um orçamento que dá com uma mão e tira com a outra.
Sabendo nós que para a direita este orçamento é mau, não acredito que mesmo à esquerda alguém possa defender com convicção que ele vira a página da austeridade. Todos sabemos que a diferença entre ricos e pobres vai continuar a aumentar. Com a agravante de algumas perversidades.
Um exemplo, um português com um vencimento mensal de, digamos, 600 ou 700 euros não deixará, infelizmente, de ter um rendimento baixo. Mas a partir de agora ser-lhe-á ainda mais difícil comprar um carro novo, pagar a gasolina e o imposto de circulação, ou andar de transportes públicos com os passes a aumentarem, e mormente os passes escolares, as propinas do ensino superior entre outros aumentos. E, mesmo na anunciada reposição de salários dizer que 40% ficará na mão do Estado.
 Não se vislumbra neste orçamento nenhuma importante medida de fundo no combate às desigualdades sociais. Em teoria, a descida do IVA nalguns segmentos da restauração poderia servir esse propósito. Mas o facto de os mais desfavorecidos não serem grandes consumidores deste nível da atividade económica, por um lado, e de os próprios industriais do sector terem já anunciado que não vão descer os preços, por outro, só vai conduzir a uma diminuição da receita fiscal sem contrapartidas sociais que se vejam.
 Ao nível do funcionalismo público este orçamento mantém uns como filhos, a trabalharem 35 horas, e outros como enteados, a trabalharem 40 horas semanais. E já não falo das desigualdades entre trabalhadores públicos e privados, com a direita a querer nivelar tudo por cima, isto é, nas 40 horas, e o governo a deixar como está, isto é, uns assim, outros, assado.
Quanto aos aumentos dos impostos para a banca, trata-se de uma medida louvável, não fora o sistema em funcionamento permitir a transferência dos custos para os clientes. Não andarei muito longe da verdade se disser que quem manda em Portugal é a banca e não o governo. A regulação é mínima e ineficaz. No geral, a banca faz o que quer e como quer. O cliente é, como sempre foi, o elo mais fraco da cadeia. Pagará mais comissões, ou mais juros, ou mais outra coisa qualquer. Mas pagará. Aliás vejam-se os milhões de lucros que a banca apresenta en contraponto com os prejuízos de há uns atrás. Tudo isto cheira a esturro!
A culpa está visto, será do governo anterior. Ou da Comissão Europeia, da troika, do FMI ou das agências de rating! E se não for deles, será sempre dos outros. Mas expliquem-nos – ao menos uma vez na vida – como se podem ter entradas de leão para depois se anunciarem saídas de sendeiro?
O que mais custa neste orçamento não é percebermos que fica quase tudo na mesma. É percebermos que isto acontece pela mão de um governo com apoio de partidos da esquerda. Quando era a direita a malhar, eu até já achava normal. Nem esperava outra coisa. Mas ter de aturar isto da esquerda é quase como ser roubado na própria casa pelos seus próprios filhos.

No meio da miséria, dos sacrifícios, do medo até, a esperança era a última coisa que nos restava. Com este orçamento percebemos que as próximas décadas vão ser sempre assim. Ou antes, vão ser pior. Sim, porque se com a esquerda é o que se vê, imaginem quando a direita voltar ao poder! Portugal já não é hoje apenas um país de gente desesperada. É um país de gente traída, só para servir e para agradar a alguns. A propósito, Cervantes disse um dia que ainda que a traição agrade, os traidores são sempre odiados. 
Eu não iria tão longe. 
A mim, basta-me desprezá-los. 
Muito bom dia.

(Crónica na rádio F - 8 de Fevereiro de 2016) 

A falsa propaganda

 
E assim se enganam os acéfalos!
Em vez de terem dito 1 500 euros mensais por que não disseram 800 euros?
É QUE A GRANDEZA DOS NÚMEROS ERA MUITO MAIOR!
UNS PULHAS A DAREM NOTÍCIAS!
UM CIDADÃO QUE GANHE 1 500 EUROS MENSAIS É RICO?
PULHAS!
É O MESMO QUE COMPARAREM O NÚMERO DE HORAS QUE UM FUNCIONÁRIO PÚBLICO TRABALHA EM PORTUGAL E O QUE TRABALHA NA ALEMANHA!
PORCOS!
SEBENTOS!
E OS VENCIMENTOS NÃO VOS CONVEM FALAR?
POIS É!
FARTO!
ESTOU FARTO DE GENTE HIPÓCRITA!

Para isto já servem

 
São EXPLORADOS ATÉ AO TUTANO!
MAS SERVEM-SE DOS DESCONTOS DELES PARA SE FINANCIAREM!
GATUNOS!
PARASITAS!

Vamos lá acabar com corja

 
Haverá VONTADE?
ACREDITO QUE SIM!

É FARTAR VILANAGEM

 
Agora é que vai ser…
Só amigalhaços e gente da corja a entrar para mamarem na porca!
Para isto não há restrições, não é corja?
VIVA A FESTANÇA!
A campanha está à porta!
É FARTAR VILANAGEM!

ATENÇÃO

 
JÁ COMPENSA!

A propósito


 
Fala-se de TUDO a propósito do Orçamento de Estado mas, por exemplo, NÃO SE DIZ NADA SOBRE O AUMENTO DESMESURADO EM APOIOS, QUE O ENSINO PRIVADO VAI RECEBER, ENQUANTO A ESCOLA PÚBLICA VAI TER MAIS E MAIS CORTES!
DISTO NÃO FALAM?
HIPÓCRITAS!
Será pela simples razão que muitos dos filhos dos deputados de um dos partidos que APOIA o governo PS frequentarem colégios privados?
E para os que enchiam a boca com a escola pública?
CALAM?
HIPÓCRITAS!
FARTO DA ESCUMALHA!
Por um MERO ACASO algum deputado já se lembrou de questionar o governo sobre os passes sociais PAGOS pelos pais e Encarregados de educação no 10.º, 11.º e 12.º anos?
É QUE DIZEM QUE A ESCOLARIDADE É OBRIGATÓRIA ATÉ AO 12.º ANO?
SABIAM SEUS ACÉFALOS?

Medida ASININA

 

Esta, como a outra corja não sabe que as aprendizagens se fazem pela educação formal, a educação informal e pela não formal.
Para os cochinos acéfalos dizer-lhes o que representa cada uma delas é tarefa ignóbil. NUNCA irão perceber.
NÃO SE DUVIDE!
Imagine-se um aluno que faz a aprendizagem de um instrumento musical num Conservatório – APREDIZAGEM FORMAL.
O mesmo aluno pode fazer igualmente a aprendizagem do instrumento numa Banda musical – APRENDIZAGEM NÃO FORMAL.
E, ainda o mesmo aluno pode fazer a aprendizagem do mesmo instrumento, por iniciativa própria, através dos inúmeros cadernos que dizem ensinar a tocar um instrumento em 30 dias – APRENDIZAGEM INFORMAL.
PERCEBESTE COCHINO?
NÃO?
LÊ OUTRA VEZ E, TALVEZ À ENÉSIMA VEZ JÁ TENHAS PERCEBIDO, COM ALGUMA SORTE!
Com esta medida os acéfalos querem que as escolas sejam e continuem a ser DEPÓSITO DE ALUNOS!
QUEM PODE CONCORDAR COM TAL IDEIA?
OS PACTUANTES E APOIANTES TRISTES E SUBMISSOS!
VALHA A SANTA INCOMPETÊNCIA!
Já agora, que tal obrigar os deputados a ficarem O DIA INTEIRO no Parlamento?
SÓ PARA APRENDEREM!

OS MENTIROSOS




Há por aí alguém, nomeadamente dos que apoiam o governo, dos partidos da ditosa «esquerda» que saibam explicar a razão pela qual um cidadão paga a gasolina ao preço que a corja quer!
Os empresário por cada 100 euros de gasolina vão receber 130 euros de benefícios fiscais!
BRILHANTE SENHOR MINISTRO!
TUDO ISTO É UMA TRAMPA!

E a «cabra» PARIU um cabritinho


Já se sabe que quando a parra é muita, a uva é pouca. Foi o que aconteceu com a apresentação do RENASCER!
Tal como já aqui o tínhamos dito os projectos que seriam apresentados são só «show» para a campanha eleitoral.
Para que se fez tanto «barulho», «parangonas», anúncios em tudo, até nos urinóis, nos pasquins habituais, nas caixas de correio, apesar de a minha até ter um dístico de «NÃO À PUBLICIDADE»!
Milhares de euros gastos na propaganda… que já é eleitoral!
Espero que alguma Alta Autoridade, daquelas cujos directores foram aumentados em mais de 150% nos vencimentos sejam, pelo menos zelosas e saibam o que é propaganda paga, abusivamente, pelos contribuintes!
RENASCER a “Praça”, quando este mesmo executivo já lá gastou milhares de euros há muito pouco tempo e teve direito a inauguração! Largo em frente à Igreja da Misericórdia, Torre dos Ferreiros, Jardim José de Lemos, Parque Municipal e Rua do Comércio, abrangendo ainda a Rua Augusto Gil são TUDO obras na cidade!
E o concelho é só a cidade?
O resto é paisagem ou reserva para índios?
IMBECIS!
Espero que os cidadãos, das localidades OSTRACIZADAS pela corja, saibam dar-lhes uma resposta à altura!
E, a «CABRA» PARIU UM «cabritinho» com cornos e tudo!