sexta-feira, julho 31, 2015

É FARTAR VILANAGEM

 
Uma recente publicação fazia uma elencagem dos «mais ricos de Portugal»!
É uma dessas publicações que revela o seu lado publicitário e o embalar dos contos de fadas, de príncipes e princesas, que fazem a populaça tacanha, acéfala sonhar com o paraíso.
Acorda!
O mundo real é outro!
A cambada rouba-te até ao tutano e entretêm-te com larachas da gata borralheira!
Podia uma qualquer dessas revistas ditas «cor-de-rosa» ter parido tal fofoquice…
Para quem utiliza tal imprensa como leitura de wc era, provavelmente, bem mais produtiva para o acto!
Olhando para a «lista» publicada importa saber como é que os ricos do pódio constroem as fortunas.
Amorim em produtos petrolíferos, é o dono dos preços dos combustíveis – é ele que determina quanto vamos pagar pelo litro da gasolina, gasóleo, gás, etc…
Esqueçam a Alta Autoridade da Concorrência!
Um bando de parasitas presos por molas da roupa!
Amorim ainda detém a Corticeira – a das rolhas, participações avultadas nos bancos BIC e Popular!
Logo dois bancos… que diz a isto o «regulador» Banco de Portugal?
Nada diz. Dorme o sono dos ingénuos!
Já quanto aos outros dois lugares do pódio são ocupados por donos de cadeias alimentares.
Os novos merceeiros dominam a seu belo prazer a venda dos produtos mais variados desde baldes de plástico, a pentes para carecas e esticadores para camisas!
Pagam ordenados de miséria aos escravos que trabalham de sol-a-sol para a engorda das contas bancárias dos merceeiros.
Ainda fogem ao pagamento dos impostos em Portugal e têm sede fiscal num paraíso!
A publicação «refere» que os ricos de Portugal estão cada vez mais ricos!
QUEM DUVIDA!
PALHAÇOS!
Em tempo de crise as fortunas aumentam desmesuradamente!
É dos livros, PAROLOS!

Perda de tempo

 
O caso Rosalina é um não caso.
Desde logo pelo simples facto que não existe nenhuma possibilidade de haver julgamento do caso.
A «cobertura» que o principal arguido do caso goza, protege-o de qualquer julgamento.
Vivendo no aconchego do lar, do seu lar, rodeado dos «amigos», à cabeça o seu «fiel» Silva, vai possibilitando que Duarte Lima se refugie de hipotéticas condenações.
Duarte Lima foi INTIMADO!
INTIMADO significa em termos jurídicos: Fazer intimação a … NOTIFICAR!
Entendido!
Por acaso sabem o paradeiro do Duarte Lima?
Não obriguem o carteiro a fazer deslocações desnecessárias!
Dizem que tem anilha!
E, quer dizer o quê?
 

ALDRABÕES


Podem MANIPULAR os números!
Podem utilizar os métodos e técnicas que quiserem!
Uma coisa É VERDADEIRA!
O DESEMPREGO É MUITO SUPERIOR AOS 12% QUE QUEREM IMPINGIR!
Por cálculos mais fiáveis chega-se a um valor muito próximo dos 37%!
ESSE VALOR BEM MAIS REAL!
E, sobre o desemprego jovem?
DESSE A CORJA NÃO FALA!
São mais de 43% da população entre os 15 e 24 anos que estão desempregados!
VERGONHOSO, QUANDO SE QUER ESCAMUTEAR A REALIDADE!

VERGONHOSO



Mas será que o ensino na Inglaterra está ainda pior que o nosso, ao ponto de não se ensinar à canalha um pouco de História?
O tempo dos Boers já passou!
O Apartheid (sistema legalizado que discriminava racialmente os negros e garantia o domínio da minoria branca na região) que foi instituído pelos colonos ingleses brancos JÁ TERMINOU.
"Cameron devia lembrar-se que está a falar de seres humanos e não de insectos", reagiu de imediato Harriet Harman, líder em funções do Partido Trabalhista.
HAJA VERGONHA!
Mas nesta Europa desumanizada, onde cabem líderes que têm a pena de morte nos seus países, onde se matam cidadãos por serem «confundidos» com outros!
Países que são profundamente racistas!
Os muros estão de volta!
Em Israel!
Na Hungria, a mando do «triunvirato» Alemanha, França e Inglaterra!
E outros …
Um dia, surgirá um louco que vai mandar construir uma barreira no Mediterrâneo!
A solidariedade é palavra vã!

A canada das eleições na Guarda – Falai no Mendes, à porta o tendes!


Iniciou-se a apresentação das listas às eleições legislativas, pelo distrito da Guarda.
O Bloco «dito» de «esquerda» apresentou o que designou ser o «cabeça de lista»!
E, a organização local escolheu um figurante que traduz, fielmente, o que é, para a estrutura partidária, estar na vida!
Favores, com favores se pagam!
O candidato escolhido foi presidente do Instituto Politécnico da Guarda e, é actualmente … «Provedor do aluno» na mesma instituição.
Instituto onde, como também é do conhecimento público, estudou (?) o actual dirigente máximo da estrutura local do Bloco de Esquerda.
Que para além de GASTAR o dinheiro dos contribuintes a fazer que estudava, recordar que demorou mais de 8 (OITO) anos a tirar o 1.º ciclo de estudos, ainda recebeu, a título «gracioso», milhares de euros para SUSTENTO da «sua» Associação «dita» ACADÉMICA, do mesmo Instituto.
Entende-se, desta forma, como se foi construindo e solidificando a ligação entre Jorge Mendes, ex-presidente do IPG e, o ex-presidente da Associação de Estudantes. Ao ponto de concordarem no aumento das propinas, tendo na altura o presidente da Associação de estudantes dito que era um «mal menor»!
MAL MENOR?
E onde ficava a posição do Bloco de Esquerda quando, por todo o país, gritava a plenos pulmões o «NÃO PAGAMOS, NÃO PAGAMOS»?
HIPOCRISIA!
E, como veio o presidente da Associação de Estudantes justificar tal atitude, de apunhalamento pelas costas aos colegas (?)?
Dizendo que o presidente do IPG se tinha comprometido a abrir as cantinas universitárias ao sábado e domingo!
QUE ASININA JUSTIFICAÇÃO!
Como se a abertura das cantinas fosse moeda de troca do quer que fosse!
Era e é, um direito dos alunos terem as cantinas abertas ao fim-semana, sabia senhor «provedor do aluno»?
ABERTAS AO FIM-DE-SEMANA!
É que nem todos têm os bolsos e as contas bancárias cheias de maquias, retiradas aos contribuintes, para se irem banquetearem para hotéis e restaurantes com os «chefinhos» da casa mãe, para combinarem o assalto ao pote!
Referir que pouco tempo depois, do dito «mal menor», as cantinas voltaram a fechar!
As Associações de Estudantes, sejam elas do secundário ou do superior, não prestam contas dos dinheiros dos contribuintes, a quem quer que seja!
Arrematam figurantes, contratam cabeçudos, fogo-de-artifício e outros artefactos por ajustes que TODOS desconhecem…
Fazem, quando fazem, assembleias de alunos, para aprovação das contas, onde aparecem os lambe botas que dizem a tudo que sim, para no final beberem uns bons copos no bar da Associação, pagos pelos dirigentes corruptos!
Quem controla as receitas do bar?
Quem conhece o inventário dos bens?
Quem sabe onde e como é gasto o dinheiro?
Por isso se estranha, e muito, que um aluno que chega à Guarda, sem eira nem beira, proveniente de Viseu onde já tinha feito «estragos» de monta nas várias associações por onde passou, se torna num empresário da noite, com sinais exteriores de evidência riqueza.
Como é que alguém, que não tinha um cêntimo para comer e, pedia dinheiro a tudo e a todos, enriquece do dia para a noite, sem FAZER NADA, apenas como presidente de uma associação?
ONDE ANDA A POLÍCIA?
A todos deveria ser exigida a prestação de contas, nomeadamente, quando se trata de dinheiros públicos.
Estranha-se a hipocrisia de um Bloco de esquerda que vem para os órgãos de comunicação social criticar o esbanjamento de dinheiros públicos e, tenha nas suas fileiras gente da mesma igualha!
HIPOCRISIA!
A Assembleia da República pactua com tais procedimentos e, não tem coragem para acabar com o regabofe. Convém-lhes, e de que maneira manter os privilégios dos «jotinhas» ou dos «aspirantes a cabos».
E, no fim somos TODOS obrigados a pagar estes e outros favores.
Mas, se a nível de dinheiros muito haveria a dizer então ao nível da conclusão do curso do ex-presidente da Associação de Estudantes muito mais haveria a contar.
Alguns exemplos que um Constantino e o Mendes, o cabeça de lista do Bloco, teriam que explicar!
Bastaria que a justiça funcionasse.
Mas, só funciona para os pilhas galinhas.
Dizer, por exemplo, que o ex-presidente da Associação de Estudantes fez o estágio do curso, no próprio Instituto.
Preciso dizer mais alguma coisa?
É que o «cavalheiro» nem sabe falar e muito menos escrever. UM IGNORANTE A QUEM LHE FOI DOADO UM DIPLOMA!
Vergonhoso para a Instituição e pior, muito pior, para os colegas que com sacrifício fizeram um curso sem favores.
Mas, se a nível de «patrocínios» estamos conversados.
Que dizer de um candidato, cabeça de lista de um Bloco dito de «esquerda», ser convictamente apoiante do PSD, ter tido a mulher como vereadora eleita, nas listas do PSD?
Como pode o dito cabeça de lista vir dizer que é uma lista contra os políticos e partidos?
Então quem o APOIA? Não é um partido?
HIPOCRISIA!
Na apresentação o cabeça de lista falou de coisas banais, linha férrea Guarda – Covilhã, portagens e … blá-blá-blá para enganar burros!
Faltou mesmo foi falar de bermas de estradas e outros problemas que tais… INÚTEIS!
NEM UMA PALAVRA SOBRE EDUCAÇÃO E NEM UMA REFERÊNCIA AO INSTITUTO, CASA DE ABRIGO DOS PROPONENTES E PROPOSTAS!
Se, como dizem os altos responsáveis do IPG, a instituição é de extrema importância para a região como justificar NÃO TER UMA PALAVRA SOBRE A MESMA?
E, JÁ AGORA EXPLIQUE QUAL A POSIÇÃO SOBRE PROPINAS E APOIOS SOCIAIS?
Será que está de acordo com as posições do governo da «sua maioria» ou defende outras e, que outras?
Vai o cabeça-de-lista DENUNCIAR A PROPAGANDA ENGANOSA QUE É FEITA PELO IPG AO DEFINIR UMA ESTRUTURA CURRICULAR EM QUE CERTAS DISCIPLINAS SÓ LÁ ESTÃO PARA ENGANAR?
QUE FEZ O PROVEDOR DO ALUNO ÀS QUEIXAS APRESENTADAS?
E que fez o «provedor do aluno» para minimizar o número de alunos que, por razões de índole financeira, tiveram de abandonar os estudos?
NADA!
CALOU!
E quanto a apoios sociais?
O que fez o provedor? NADA!
Residências sem condições e, apoios financeiros pagos tarde e a más horas!
Redução dos apoios!
E AS PERSEGUIÇÕES E TENTATIVAS VELADAS DE EXPULSAR ALUNOS QUE OUSAVAM DENUNCIAR?
TENHAM VERGONHA!
Já do ex-presidente da associação não se conhece nenhuma posição!
Sabe lá o que é um currículo, uma estrutura curricular ou uma unidade curricular.
Sabe é de «cidadões», eheheheh!
É que um partido dito de «esquerda» apoiar um provedor do estudante, como cabeça de lista a umas eleições é reconhecer a insignificância das Associações de Estudantes.
Será que o Bloco dito de «esquerda» concorda que as associações servem apenas como comissões de festas, organizadoras de procissões e oferendas altamente patrocinadas, via monetária, pelas cervejeiras com dinheiro a cair a rodos nos baldes das bilheteiras!
VERGONHOSO!
Entende-se a estratégia do Bloco!
Quer «roubar» votos ao Partido Socialista, dada a sua total divisão, para beneficiar uma maioria PSD/CDS. Um oportunismo, que já os ajudou nas eleições autárquicas.
Será que desta vez os eleitores não percebem o perigo que correm?
JÁ O ANUNCIEI PUBLICAMENTE, JÁ NÃO PERTENÇO A ESTE PARTIDO.
DENUNCIEI COM OUTROS COMPANHEIROS TODA A CORRUPÇÃO QUE IA NO IPG NA ALTURA DE MENDES/CONSTANTINOS E LOUREIROS. VITIMIZARAM-SE E FORAM APOIADOS!
COMO TAL, NÃO QUERO NADA COM GENTE DESTA REFINADA LAIA!
Cabe-me o DIREITO DE CIDADÃO DE DENUNCIAR E, DIZER NÃO!
Sabes Constantino, aprendi na vida que a frase «quem tem amigos destes, não precisa de inimigos» é um engodo e bolota para a «engorda» de porcos!
Próximo capítulo da novela «A canada das eleições na Guarda» - A lista da «amiga Olga»!
A não perder!

quinta-feira, julho 30, 2015

PANTOMINEIROS

 
Só se for para ele…
Há gente que mente compulsivamente!
Devia haver um imposto para este tipo de gente!

Dispensa de ....luxo!


Carta com pontos


 
Está para breve, Junho de 2016, mais um assalto declarado à bolsa dos contribuintes.
Já temos o imposto de circulação!
Com a introdução da máxima da gatunagem do «utilizador/ pagador» surgiram as portagens das SCUTS transformadas à força em autoestradas.
Havia que corrigir o nome do então imposto de circulação.
Passou a designar-se imposto único de circulação (IUC) que, segundo a corja, substitui o antigo “selo do carro”. Mas ao contrário do que o nome sugere, o IUC recai sobre a propriedade do veículo e não sobre a circulação. Este imposto também, segundo a corja, não deverá ser confundido com o ISV (Imposto Sobre Veículos), que é pago apenas quando o veículo é matriculado pela primeira vez (novo ou como importado usado).
ARROTA PELINTRA!
Depois, bem depois do imposto sobre veículos, das portagens e do imposto único sobre veículos chegou outro imposto camuflado, bem camuflado, que se chama Inspecção do automóvel.
Abriram centros de inspecção, como rebentam míscaros no Outono!
Mais um roubo, e que roubo no bolso dos contribuintes!
Não satisfeitos com este cardápio fiscal, só relativo ao automóvel, há a acrescentar o imposto sobre o combustível, as manutenções mecânicas, mais impostos, etc…
Nada satisfeitos com os sucessivos ROUBOS, chega agora a «carta por pontos»!
Uma espécie de roubo para ganhar a escola de condução e a corja governamental!
Segundo a corja, a decisão de alterar o actual regime das multas e da cassação do título resulta, de uma avaliação realizada no âmbito da Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária e de uma análise comparativa com outros países.
TANGA!
A Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária 2008-2015, que estabelece várias medidas para reduzir o número de mortos nas estradas portuguesas, defende a introdução da carta por pontos, sistema que implica que, a cada infracção, sejam descontados pontos na carta do condutor, que, uma vez acumulados, podem resultar na inibição ou mesmo na cassação do título.
A criação da carta por pontos é justificada pela Estratégia com o aumento do "grau de percepção e de responsabilização dos condutores, face aos seus comportamentos, adoptando-se um sistema sancionatório sobre infracções, fácil de entender".
TRETA!
Mas quem acredita que com a introdução da carta por pontos vão diminuir o número de acidentes nas estradas portuguesas?
QUEM?
O que a corja não diz são duas coisas.
Primeiro que a grande maioria dos acidentes, nas nossas estradas, ficam-se a dever à deficiente construção das mesmas.
Isso, não o dizem pelo simples facto que seriam, em última instância, responsabilizados pelos vários acidentes.
ASSASSINOS!
Depois, encontraram mais um meio para encher os bolsos das escolas de condução que têm, como se sabe, vários membros da corja metidos até às orelhas no negócio.
Isso, não o dizem!
É o enriquecimento «indevido»!
Já agora, nesta nova modalidade da carta por pontos, onde cabia o excesso de velocidade do Patinha Antão, deputado e ex-secretário de estado da saúde, «caçado» a grande velocidade na auto-estrada do sul? Ou o caso do «chauffeur» do Mário Soares? E o excesso de velocidade que os carros governamentais, policiais e presidenciais circulam pelas estradas, sem respeito pelos restantes cidadãos?
A «carta por pontos» é outro ROUBO DESCARADO!
PERCEBES COCHINO?
Bem, tu só conduzes de noite para não seres «caçado»!

IMBECIS


 
Decreta-se, por documento «régio», que Salgado fique em prisão domiciliária.
Podia-se ter utilizado uma medida menos gravosa, em termos financeiros, para os contribuintes!
Mas a «nobreza obriga»!
E os títulos?
Pois é…
São destacados 8 (OITO) polícias para «guardarem» a casa do Salgado!
Seria de esperar que o corpo policial destacado para tal missão, tão fastidiosa, fosse informado, DEVIDAMENTE, da casa a «guardar» e das funções a desempenhar!
Nada foi dito, nem feito!
Resultado, polícias a guardarem casas de vizinhos do Salgado!
Uma das portas da «vivenda» sem vigilante!
Polícias que não sabem quem identificar, o que fazer com as visitas ao Salgado!
A ISTO CHAMA-SE INCOMPETÊNCIA!
IMBECIS!
O «insubstituível» juiz Alexandre, ao não pensar nestes pormenores IMPORTANTES, revela a sua competência!
Bem sabemos que o «ex-dono disto tudo» está, estará, a salvo de qualquer crime!
TODA A ESCUMALHA QUE POR AÍ SALTITA, CANTAROLANDO E ASSOBIANDO O «VOU DAR DE BEBER À DOR» DEVE MILHÕES AO SALGADO E, PARTICULARMENTE, DEVE-LHE FAVORES!
Logo, enganem quem quiserem com contos de crianças!
Quem acredita nesta «justiça»?

Uma cidade .... VIRTUAL


Já sabíamos que com a ascensão do senhor de cabra, ao poleiro da câmara municipal da Guarda, a cidade transformou-se num lugar virtual.
Os apaniguados defensores da seita, chamam-lhe … «cidade a mexer»!
Francamente, procuro tal epíteto e NADA encontro.
Encontro, isso sim, falsas quimeras, festas e festinhas para enganar tolos e, por fim, o inimaginável – tapa-se a degradação dos edifícios com taipais, a custos exorbitantes, para enganar tolos e burros!
Sabe-se que a acefalia, de quem tem o «mando», é assustadora.
Tapar os prédios em degradação é criar uma cidade virtual…
Virtual como tudo quanto vai sendo dito e feito pelas terras da «Ribeirinha»!
Esta gente não sabe, não quer perceber, que tapar os prédios degradados, dar um «aspecto irreal» à denominada sala de visitas da cidade, é o mesmo que certa escumalha faz, nas suas casas, ao varrer o lixo para debaixo do tapete!
PORCOS!
Seria muito mais inteligente realizar a reabilitação dos prédios degradados, através de acordos com os proprietários suportando a autarquia os custos e, colocá-los durante um certo período, o suficiente para pagar o empréstimo, no regime de arrendamento.
Melhorar-se-ia, de forma REAL, o património imóvel e possibilitava que o centro da cidade fosse de novo habitado.
Esta gente não sabe, não percebe, que os centros da cidade só têm vida durante o dia, com serviços, estando completamente vazios à noite, salvo os casos em que os bares e discotecas ainda possibilitam alguma vida nocturna. Mas nestes casos o barulho e a lixeira são de tal ordem que, impede a quem quer que seja de habitar essas zonas.
Esconde-se a degradação dos imóveis com falsos cenários!
O mesmo que ir à missa com um casaco de peles para esconder a farrapilha porca e sebenta que se usa!
Tomem banho seus porcos!
Já agora fica uma sugestão…
Por que não tapam a estátua do D. Sancho I com um taipal da Lilli Caneças, que até é da Guarda, em bikini?
Por que não tapam a «musa do Augusto Gil» com um taipal da «Ribeirinha» a fazer truca, truca com o D. Sancho!
Mais originalidade!
Vá lá, mais um milhares gastos aos contribuintes!
Que mal tem isso?
As várias estruturas, com ferros e cordas, vão servir para os cidadãos utilizarem a Praça Velha, para estenderem a roupa?
De eira, onde o milho e o centeio nunca foram malhados passou-se para estendal público!
QUE FORMA ORIGINAL DE MEXER COM A CIDADE!   

O mundo virtual....até no namoro?


quarta-feira, julho 29, 2015

As bicicletas da corja


Depois do Crato anunciar as bicicletas para os alunos, eis que...o Coelho anuncia o mesmo, agora para os funcionários públicos!
Quatro questões!
Primeira: é uma imposição da Merkel, do Eurogrupo (esse bando de malfeitores foragidos da lei), do FMI?
Segunda: Algum membro do governo tem «interesses» nalguma fábrica de bicicletas?
Terceiro: Contrapartida financeira da China, negociada pelo «portinhas»?
Quarto: E, se os membros do governo, parlamentares, directores e outros que tais utilizassem as bicicletas nas deslocações e, acabassem as ajudas de custo?
Ora então é que os cofres enchiam!
Trabalhem seus malandros!
Deixem-se de tangas!

É a dança das cadeiras


Desde que Cavaco marcou eleições, o governo PSD+CDS já fez 14 nomeações!
É OBRA!
Ainda os portugueses se queixam de falta de «obra»!
A CORJA É SÓ «OBRAR»!
O governo PSD+CDS garante que as nomeações foram decididas antes da marcação das eleições.
A desculpa esfarrapada de sempre!
Não teriam sido decididas no tempo da D. Maria – a pia?
O governo diz respeitar "o princípio" de não fazer "novas nomeações depois da publicação da data" das eleições legislativas, declarou o Ministério das Finanças.
Claro!
Então não se nota?
Quem nomeia não é o governo! É a senhora da limpeza, só pode!
Para que conste, o governo já fez, pelo menos, 14 nomeações desde que o Silva convocou eleições. E há outras para sair, como a do novo presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes. Mesmo sem estar nomeado em Diário da República, assumiu nas redes sociais que é o «novo» líder do IMT.
As redes socias já servem para fazer este tipo de anúncios?
Um dia destes, o Silva cada vez que faz «obra» vai dizê-lo no «seu» twitter!
Mas que grande cagada vai por este país!

Mais um saque....

 

O saque continua a um ritmo acelerado!
Ainda dizem que têm os cofres cheios…
Os portugueses contribuem, de que maneira, para o encher dos cofres!
Mas, também pagam as festas e festinhas das paroladas das câmaras que, em vez de cumprirem com o que estão legalmente obrigados, esbanjam milhões em cenouras, para enganarem burros!
Agradeçam aos deputados municipais terem aprovado o aumento do IMI!
AGRADEÇAM!
Esses deputados, é bom esclarecer, também beneficiam com as rifas da senhora do coito!
FARTAR VILANAGEM!

Quem cabritos vende.....

 
Os municípios portugueses tiveram uma quebra de receita global de 1 600 milhões de euros nos últimos cinco anos, o equivalente a uma perda de quase um milhão de euros por dia (876 mil euros).
Ao mesmo tempo que aumentaram o grau de execução orçamental das receitas totais na ordem dos 17%.
Os números constam de um relatório preliminar à Direção-Geral das Autarquias Locais, feito pela Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.
O que se estranha (ou talvez NÃO) é que com a quebra verificada, assistimos a gastos supérfluos em festas e festinhas, ajustes directos a perder de vista.
Estranha-se mas não se entende!
Bem se sabe que o órgão fiscalizador por excelência, Assembleia Municipal, está manietado e é um jogo de sombras, onde os figurantes fingem ser o que não são!
É FARTAR VILANAGEM!
QUEM CABRITOS VENDE E CABRAS NÃO TEM, DE ALGUM LADO LHE VEM!
POIS VEM!

Papel molhado


A maioria PSD+CDS vai «divulgar», muito em breve, o «seu» programa eleitoral.
Tudo, mas tudo, escrito numa folha de papel manteiga bem molhado!
Um fingimento!
Um faz de conta!
Todos sabemos, por experiência própria, que o que escrevem e dizem, como programa eleitoral, é MENTIRA!
Dizem por aí que a Saúde e demografia são duas das prioridades do programa eleitoral da maioria PSD+ CDS!
Segundo se anuncia, o documento vai «aprofundar» muitas das medidas que já constam do Programa de Emergência Social, agora rebaptizado de Programa de Desenvolvimento Social, que entrou em vigor em outubro de 2011.
Aprofundar significa para a corja RETIRAR DIREITOS, CORTAR NOS APOIOS SOCIAIS!
Já existe um «programa de desenvolvimento social»?
DESENVOLVIMENTO? Ou será gralha? Queriam dizer RESTRIÇÕES!
Alguém deu conta do dito plano?
Perguntem aos reformados!
Perguntem às crianças e jovens?
Perguntem aos desempregados?
Perguntem aos cidadãos grisalhos, ou esses não contam? Só atrapalham, como diz o cabeça de lista da maioria PSD+CDS pelo distrito da Guarda, um tal de Peixoto!
Perguntem aos funcionários públicos OBRIGADOS a trabalharem mais horas, por MENOS DINHEIRO!
Perguntem aos cidadãos que VIVEM HONESTAMENTE DO SEU TRABALHO!
HIPOCRISIA DA CORJA!
Dizem que vão aumentar as pensões mínimas, sociais e rurais e a reintrodução do abono de família para os 4º e 5º escalões.
QUEM ACREDITA?
Depois de um ALDRABÃO ter dito que não iria cortar nos subsídios e, logo que chegou à capoeira fez tudo ao contrário!
Quem pode acreditar nestes pantomineiros?
Não esquecer que no que às pensões diz respeito, a corja diz que as reformas em pagamento não serão cortadas, mas as prestações futuras terão de diminuir.
Isto quer dizer que VÃO MESMO SER CORTADAS AS FUTURAS E AS ACTUAIS!
E, não perder de vista os aumentos brutais em sede de IRS!
Esqueçam as devoluções «prometidas»!
TUDO TANGA!
Esta gente só fala verdade quando lhe cair um braço. Como ainda têm os dois braços…

Os inquilinos do Ratton


A actual «maioria» PSD+CDS aprovou, na Assembleia da República, um diploma sobre o enriquecimento… que de ilícito, passou a «injustificado»!
Coisas de semântica para enganar tolos!
Cavaco, por precaução e conluio, decidiu-se pelo envio do diploma para os doutos juízes do Palácio Ratton.
As duas normas que Cavaco «pedia» a fiscalização eram: a que definia o crime de forma geral e a relativa ao património acumulado durante o exercício de cargos políticos que fosse incompatível com os seus rendimentos.
PERCEBIDO?
Claro!
A «santa aliança» a funcionar, em pleno, para atirar areia aos olhos dos portugueses.
Todos já sabíamos, até o careca, que tais normas seriam declaradas inconstitucionais pelos juízes!
O espectáculo foi montado para fazer de conta… fingir que algo era feito, para tudo ficar na mesma - o princípio do Leopardo!
SOU DECLARADAMENTE A FAVOR DO PRINCÍPIO QUE TODOS, MAS TODOS, DEVEM FAZER PROVA DO SEU ENRIQUECIMENTO!
Mais, sou a favor que desde o directamente implicado até à mulher, prima, primo, tios e … periquitos devem justificar os enriquecimentos.
NÃO É COCHINO?
Terias muito a provar porco sebento!
Voltemos ao caso… do chumbo!
A violação do princípio da presunção de inocência fez cair, pela segunda vez, a criminalização do enriquecimento ilícito no Tribunal Constitucional, que criticou o diploma da maioria PSD+CDS. Os juízes falam numa medida de política criminal desenhada de forma imperfeita e com "deficiência" na construção, manifestando-se também contra a aplicação da norma a todos os cidadãos.
Já se sabia que esse seria o argumento do palácio Ratton.
Um cooperativismo bem patente.
Atente-se!
Quem «nomeia» os juízes do Tribunal Constitucional?
OS PRÓPRIOS PARTIDOS!
JULGAR EM CAUSA PRÓPRIA?
CONTRA OS INTERESSES INSTALADOS?
NUNCA!
Além do princípio da presunção de inocência, que se considera ser violado devido à inversão do ónus da prova – é o suspeito que tem de demonstrar que não cometeu o crime –, os conselheiros consideraram que o diploma colidia com outros dois princípios da lei fundamental: da necessidade da pena e o princípio da legalidade.
No acórdão, os juízes do Palácio Ratton vão ainda mais longe...
Escrevem no acórdão que "permanecem incertezas e dúvidas quanto ao sentido que deva ser atribuído aos requisitos dos quais depende o preenchimento do tipo criminal". E entendem que a norma, que previa três anos de prisão – 5 no caso dos políticos – para quem detivesse "património incompatível" com os rendimentos e bens declarados criminalizava "uma variação patrimonial".
Ora cá está o motivo material da decisão dos juízes do Ratton!
Esclarecido!

terça-feira, julho 28, 2015

SOLIDÁRIO


Liberdade Já | Freedom Now | Liberté immédiate

Re(Lendo)


 
Contratados

Longa fila de carregadores
domina a estrada
com os passos rápidos

Sobre o dorso
levam pesadas cargas

Vão
olhares longínquos
corações medrosos
braços fortes
sorrisos profundos como águas profundas

Largos meses os separam dos seus
e vão cheios de saudades
e de receio
mas cantam

Fatigados
esgotados de trabalhos
mas cantam

Cheios de injustiças
calados no imo das suas almas
e cantam

Com gritos de protesto
mergulhados nas lágrimas do coração
e cantam

Lá vão
perdem-se na distância
na distância se perdem os seus cantos tristes

Ah!
eles cantam...
(Agostinho Neto)

 

Agostinho Neto - foi um médico angolano, formado nas Universidades de Coimbra e de Lisboa. Foi presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola e, em 1975 tornou-se o primeiro presidente de Angola até 1979.
Fez parte da geração de estudantes africanos que viria a desempenhar um papel decisivo na independência dos seus países naquela que ficou designada como a Guerra Colonial Portuguesa. Foi preso pela Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE) e, deportado para o Tarrafal, uma prisão política em Cabo Verde; sendo-lhe depois fixada residência em Portugal, de onde fugiu para o exílio.
Ironia do destino hoje lembrar-nos do poema de Agostinho Neto, precisamente face à denúncia do tráfico de seres humanos NO SEU PAÍS!
É UMA IRONIA TRISTE!
REVOLTANTE!

Os novos colonos


A escravatura entre iguais é ainda mais cruel.
De acordo com o Relatório Global de Tráfico de Pessoas - 2015 há angolanos "forçados a trabalhar" na agricultura, pesca, construção, serviços domésticos e exploração artesanal de diamantes no país.
Acrescenta o documento, de 27 de Julho, que cidadãos chineses "exploram crianças angolanas" em "fábricas de tijolos, construção e actividades agrícolas" em Angola e que meninas a partir dos 13 anos são forçadas à prostituição.
Refere ainda que rapazes angolanos são levados para a Namíbia (fronteira sul) para trabalhar no "pastoreio de gado", enquanto outros são "forçados" a servir como "mensageiros" em redes ilegais de importação no comércio transfronteiriço.
"Mulheres angolanas e crianças são submetidas a servidão doméstica e escravidão sexual na África do Sul, Namíbia e países europeus, incluindo a Holanda e Portugal", lê-se no documento.
Além disso, acrescenta, nunca foi condenado um "ofensor" por tráfico, "apesar de anos de relatórios" sobre "empresas de construção envolvidas no trabalho forçado" e sem que o Governo investigue os "abusos no sector da construção em Angola" ou "responsabilize" os promotores do trabalho forçado a que são sujeitos angolanos e estrangeiros.
Nas recomendações a Angola, o relatório exorta à utilização das disposições do código penal revisto "para investigar e reprimir as infracções" no trabalho e no "tráfico sexual", bem como a "continuar a formar a polícia" e a "investigar sistematicamente o tráfico de trabalho no sector da construção".
A escravatura é assim, uma forma de explorar um povo. Um povo que sofre com o roubo feito pelos novos colonos, e por um déspota que lhe rouba o futuro e proíbe a liberdade.
É PROIBIDO DIZER NÃO!

Uma legenda

Governo usou receitas do IVA para pagar Factura da Sorte


Ao que isto chegou!
Tribunal de Contas assinalou, em auditoria, que 6,8 milhões do IVA serviram para financiar atribuição de automóveis aos contribuintes.
Procedimento é legal, refere resposta do Ministério das Finanças.
Claro que é legal!
Quem manda?
Para mim é CRIME!
Sou contribuinte não tenho que pagar carros para promoção de concursos ilícitos!
Promovam um sorteio a favor da mulher do soldado desconhecido!
Em tempos, neste país de acéfalos, houve quem contribuísse e
com valores bem elevados!
Mas, a auditoria explica que os 6,8 milhões de euros foram retirados "à revelia de princípios e regras orçamentais".
O TC refere, efetivamente, no documento, que a lei "impõe a universalidade e a não compensação de receitas e despesas bem como a regra da não consignação do produto das receitas à cobertura de determinadas despesas".
Ou seja, os gastos com o sorteio deveriam ser inscritos no Orçamento de Estado e não retirados às receitas de um outro imposto.
Mas, há mais!
A ilegalidade estende-se ao acto em si. 
A compra dos Audis para a Factura da Sorte é negociada pela Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública e não são conhecidos os valores das aquisições.
Onde está a transparência?
Até faz impressão o samaritanismo desta corja!