sábado, janeiro 31, 2015

Vinculação


A vinculação inicia-se ainda durante o período de gestação, quando a mãe cria o primeiro vínculo ao seu bebé imaginário ainda antes do vínculo ao bebé real, após o nascimento deste.
É a existência de um sistema de comportamentos inatos, prestes a serem accionados logo após o nascimento, que permite ao bebé vincular-se a figuras de protecção.
É que antes da resiliência há a vinculação.
Não entendes nada acéfalo e cretino.
Quando voltares a falar de resiliência lembra-te da vinculação que DEVE surgir em primeiro lugar.
ÉS UM CRETINO!
UM BOI CHAROLÊS! 

Justiça cega?


A «justiça» em Portugal está definitivamente pelas ruas da amargura, da incompetência e pior, manietada aos interesses da corja.
Depois de uma ministra dizer que não quer os advogados, em funções nas autarquias, a exercer e, DEIXAR de fora os parlamentares é algo que só os vilões conseguiriam fazer, nos contos para crianças. Coisas mesmo de vilões!
Depois da promiscuidade entre magistrados e comunicação social, SÓ faltava mesmo esta, a de atenuar pena a polícias só pelo simples facto de terem subsídio baixo!
Mas ao que se chegou?
ISTO É VERGONHOSO E ESCABROSO!
SÓ FALTA MESMO O SANTO OFÍCIO!
Será que a escumalha que «diz julgar» terá o mesmo comportamento «ATENUANTE» se um cidadão a quem uma corja lhe CORTOU TODOS OS APOIOS SOCIAIS, ESTÁ NO DESEMPREGO E, SEM DINHEIRO PARA SE ALIMENTAR E ALIMENTAR OS SEUS, UM DIA FOR PARAR À BARRA DE UM TRIBUNAL POR TER FURTADO UMA EMBALAGEM DE POLVO?
SOIS UNS BANDALHOS, PORCOS E FASCISTAS A QUEM FOI ATRIBUÍDA A FACULDADE DE … «JULGAR»!
Quem vos pagou os cursos foram aqueles que insultais e massacrais!
A conjugação da força e do poder vai dar nisto e em muito pior!
Falta pouco….

sexta-feira, janeiro 30, 2015

A mentira da pulhice

Há por aí uns pulhas que a torto e, principalmente, a direito mentem, mentem e mentem…
Então não é que tiveram a desfaçatez de escrever esta BARBARIDADE no «twitter»?
Bem, no «twitter» deles… pois então!
Perguntem aos alunos do 10.º, 11.º e 12.º ano quanto pagam de transporte?
ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA?

MENTIROSOS!

Onde chega a HIPOCRISIA

Vivemos momentos dignos, do que de pior existiu na História da Humanidade.
A cada momento, assiste-se à arrogância de uma corja que mente a troco de milhões e feijões.
 «Cavaco Silva afirmou que o "Banco de Portugal tem sido peremptório, categórico, a afirmar que os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo (BES)".
E, logo a seguir diz que NUNCA, MAS NUNCA FALOU DO BES!
VERGONHOSO!
HAJA DECÊNCIA E ÉTICA!
E, logo a seguir uma ministra (?), dita da «justiça», vem com uma lei dela, acima de qualquer suspeita, dizer que « preparou diploma para advogados que prevê que eleitos para cargos relacionados com o poder local não possam exercer. Deputados da Assembleia da República podem.»
PERCEBIDO!
NINGUÉM ESTÁ ACIMA DA LEI!
NINGUÉM?
NINGUÉM TALVEZ NÃO, MAS UNS POUCOS, MUITO POUCOS!
QUEM NOS AJUDA A CORRER COM ESTE TERRORISMO DE ESTADO?

Documentário "Sobrevivendo ao PROGRESSO"


As Armadilhas do Progresso (do filme Surviving Progress), 
por  Maria Luísa Monteiro Franco, 10 Dezembro, 2014 

O que é o progresso?
É a pergunta que nos lança no início desta narrativa. Por entre vários testemunhos de diferentes pontos do mundo e através de uma variedade de imagens simbólicas ficamos a par de temas que vão desde a ciência evolutiva à história das sociedades, dos serviços de ecossistemas à biologia sintética.
Ronald Wright, autor de A Short History of Progress começa por introduzir-nos ao conceito de “armadilhas do progresso”.
São as novas tecnologias que, aparentando ter bons resultados a curto prazo, a longo prazo se tornam insustentáveis.
É-nos dado um exemplo: os nossos antepassados que descobriram como matar 2 mamutes de uma só vez fizeram progresso mas aqueles que descobriram como matar 200 mamutes com apenas uma derrocada puseram em risco o seu próprio recurso de subsistência. 
“Desde a queda do Império Romano à viagem de Colombo, demorou 13 séculos para adicionar 200 milhões de pessoas à população mundial. Agora é necessário apenas 3 anos” diz-nos a dada altura o filme. No entanto uma grande fatia da população não tem ainda acesso ao nível de vida ocidental, ao qual aspira. A procura potencial de recursos é assim enorme. Se, por um lado, são finitos os recursos que sustentam este nível de consumo a que estamos habituados e a que muitos mais aspiram, por outro lado, a economia que os gere tem estado desligada desta realidade. O Congo e a floresta da Amazónia são dois dos casos que ilustram como “os grandes” olham os recursos naturais dos países mais pobres: são meros activos que estes países podem vender, retirando aos povos a possibilidade de se auto-sustentarem, ao mesmo tempo que não contribuem para a criação de instituições locais fortes. 
Já a propósito da Globalização, Robert Wright, autor de A Lógica Do Destino Humano, diz que “alguns podem ter medo do momento actual, porque pela primeira vez existe apenas um sistema. Portanto se tudo desaba, não teremos o que tivemos nos colapsos anteriores. Mesmo que uma civilização fosse abaixo e demorasse a recuperar, havia outras civilizações, as guardiãs do progresso.” 
Como poderemos então escapar?
Para o biólogo Creig Venter a solução está na biologia sintética.
Creig investiga formas de desenvolver combustíveis a partir de algas, plantas que possam crescer em lugares desertos ou mesmo novas fontes de alimentos. Defende que estamos limitados apenas pela nossa imaginação e que “uns dos desafios da espécie humana é que cada vez mais somos como deuses”.
Do outro lado da moeda temos a visão de Jim Thomas, autor de Os Novos Biomestres: “A biologia sintética é uma armadilha do progresso por excelência” e acrescenta “no fim os micróbios vão acabar por rir, porque a vida não funciona assim”. Este aponta o sistema de superprodução e de consumo excessivo como a raiz dos problemas globais. 
Quem, por fim, nos vem falar de limites é Enio Beata: “o que essencialmente altera o jogo as pessoas não querem ouvir: temos de consumir menos”!
Ao sublinhar que as pessoas pobres precisam de mais, e que quanto a isso não há argumento contra, todo o seu discurso dirige-se a nós.
Realça o lado difícil desta mudança de paradigma mas não deixa de dizer de forma veemente: “para mim este é o único começo”. 
Descendo de escala, ao nível do consumidor individual, chegamos ao exemplo de Colin Beavan, autor do projecto Zero Impacto. Sentado no seu despojado apartamento conta-nos como iniciou este projecto com um pequeno grupo de pessoas, na cidade de Nova York. Durante um ano, este grupo experimentou um estilo de vida baseado num baixo nível de consumo, reduzido ao essencial. 
Afinal, se a nível global as mudanças são lentas, a nível local podemos ir fazendo a diferença. Foi esta a discussão gerada após o filme, na escola de verão do aTerra.
Como dizia Enio Beata, ser contra-corrente pode ser difícil mas é o único começo.
O que posso começar por mudar hoje?

EXCELENTE ANÁLISE!
IMPERDÍVEL.

CIDADANIA

Vamos lá ser um cidadão RESPONSÁVEL.
A TIAC – Transparência e Integridade, Associação Cívica, representante portuguesa da rede global de ONG anticorrupçãoTransparency International, lançou o serviço gratuito Alerta Anticorrupção (ALAC), integrado na Provedoria TIAC.
Trata-se de uma ferramenta online, disponível no site da TIAC que permite aos cidadãos reportarem de forma segura e confidencial suspeitas de corrupção ou abuso de que tenham conhecimento.
A Provedoria TIAC – Alerta Anticorrupção é um serviço da TIAC que presta aconselhamento gratuito e confidencial a vítimas e testemunhas de corrupção, encorajando e auxiliando os cidadãos a fazer valer os seus direitos e reportarem junto das autoridades competentes suspeitas de corrupção e abuso.
«A corrupção triunfa no silêncio».
Este serviço serve precisamente para dar apoio aos cidadãos que não se conformam com a corrupção e estão determinados a reportar suspeitas e levar casos concretos ao conhecimento das autoridades. 
Querem dar voz aos funcionários públicos, aos pequenos empresários e ao cidadão comum que, muitas vezes, se confronta com a corrupção no seu trabalho todos os dias, mas não se sente seguro para reagir.
Dados do último Barómetro Global da Corrupção, publicado no ano de 2013 pela Transparency International, revelam que 78% dos portugueses considera que a corrupção piorou nos últimos dois anos – o pior score de toda a União Europeia.
E, 76% acha ineficaz o combate a este fenómeno no nosso país. 
No mesmo estudo, 80% dos inquiridos diz-se disposto a reportar um caso de corrupção, mas a pouca confiança dos cidadãos na justiça – vista como o segundo setor mais corrupto em Portugal, a seguir aos partidos políticos – e a falta de proteção efetiva a quem colabora com as autoridades são fatores que desencorajam os cidadãos de levantar a voz contra a corrupção. 
EU QUE O DIGA!
«A Provedoria é um espaço seguro para que as queixas sejam ouvidas e os cidadãos possam ter aconselhamento gratuito sobre a forma mais eficaz de reportarem os casos que conheçam. Existimos para prestar informação às pessoas e ajudá-las a levar mais situações de corrupção ao conhecimento das autoridades. Só com uma cultura de integridade e intransigência contra os abusos conseguiremos vencer o combate contra a corrupção», diz João Paulo Batalha diretor executivo da TIAC.
NÃO FIQUES PARADO E A LASTIMAR A SITUAÇÃO!
DENUNCIA.
DO QUE ESTÁS À ESPERA?
QUE OS OUTROS FAÇAM POR TI?
DESENGANA-TE, SE NÃO FORES TU A LUTARES E A DEFENDERES A DEMOCRACIA NINGUÉM O FARÁ POR TI!
EU, JÁ O FIZ!

E TU?

A fada MÁ


Para os que não sabem distinguir um conto, de uma fábula ou de uma rábula eis que uma fada, dita do lar, abriu a «cloaca» e ... aí vai  «piada» cretina e de muito mau gosto.
ÉS UMA CRETINA! 

quarta-feira, janeiro 28, 2015

Os parolos do costume


(Foto do jornal Terras da Beira)
 
Pinhel é um concelho do distrito da Guarda, com menos de 10 mil habitantes (9.627 – censos de 2011), vai vivendo bem acima das suas paupérrimas possibilidades.
No início do mês de Janeiro, publicou em Diário da República o concurso público (urgente) para dois relvados sintéticos para o campo de futebol de Pinhel pelo valor de quase meio milhão de euros (489000.00 EUR). Estamos em 2015 e já todos percebemos que há quem continue a viver bem acima das suas possibilidades e com duvidosas prioridades. 

(Publicação em Diário da República:

Depois do Sabugal, da Guarda ... Pinhel!
Deve existir uma cartilha de MÁ DESPESA elaborada por um qualquer acéfalo!
Já a seguir .... o Carnaval e feiras, muitas feiras de vaidades!
Mas, como se sabe, tudo isto é comum aos bacocos e parolos!
Arrota pelintra!

A mentira repetida


O ministro da Saúde recusou (?) considerar assustador o registo da Direcção-Geral da Saúde (DGS) de ocorrência de 700 mortos, nos primeiros 20 dias de Janeiro, nas urgências dos hospitais públicos.
«Todos os anos, temos um grande número de óbitos nas urgências. A seguir à área dos cuidados intensivos, em todos os hospitais de todo o mundo, a área em que há mais óbitos é na urgência», declarou.
Bem, o Macedo deve achar que as pessoas, em pleno século XXI, deviam morrer em casa, sem assistência, por mínima que ela seja.
Macedo olha que estamos no século XXI, entendes?
Macedo não sabes, mas aprende o que significa Desenvolvimento Humano.
Não entendes, nem tu nem a corja de malfeitores.
NEM QUE FOSSE UM ÚNICO CIDADÃO A MORRER SEM TRATAMENTO NUMA URGÊNCIA, JÁ ERA GRAVE!
FALA VERDADE!
QUANTOS DOS 700 CIDADÃOS QUE MORRERAM NÃO TIVERAM A ASSISTÊNCIA DEVIDA?
O ministério tem os dados. DIVULGUEM-NOS!
Qual quê? MISTÉRIO! 
Mas o que não dizes, por malvadez e hipocrisia, é que com os cortes, que o governo a que pertences fez no Serviço Nacional de Saúde DETERMINOU o caos que hoje se vive em qualquer urgência deste país.
Estivesse em Belém alguém com eles no sítio, e já tinhas ido bugiar para a Patagónia. Sim, é que os teus amigalhaços do BES… já se foram!
A negociata que patrocinas leva a que os privados estejam de bem contigo.
«Médicos tarefeiros a ganhar 300 euros por dia»?
O que se chama a isto?
Ainda chamam de terroristas aos outros?
HAJA VERGONHA!

A «negociata» dos remédios


A Agência Europeia do Medicamento (EMA) defende a suspensão de dezenas de genéricos, por dúvidas em relação aos ensaios clínicos.
A pedido da Comissão Europeia, foram analisados mil medicamentos. 
Apenas 300 passaram nos testes e podem continuar no mercado.
A EMA recomenda a suspensão de dezenas de genéricos, nomeadamente analgésicos, anti-histamínicos, anti-depressivos, anti-ácidos, medicamentos contra a demência ou a hipertensão.
A Comissão Europeia vai agora analisar o caso e tomar uma decisão para todos os Estados-membros.
A Espanha e outros países europeus já decidiram acatar a recomendação e suspenderam a venda dos medicamentos que levantaram dúvidas.
Em Portugal, mais uma vez, ainda não é conhecida a posição da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).

Alguém duvida que a negociata dos medicamentos é para continuar?
Negócios que dão lucros aos milhões a uns, poucos, e mata MILHÕES!

terça-feira, janeiro 27, 2015

Os submarinos ...pelo periscópio!

O presidente da Escom, ouvido esta tarde, dia 27 de Janeiro de 2015, na comissão parlamentar de inquérito ao caso GES e BES, afirmou que a empresa recebeu 27 milhões de euros de comissões pela compra de submarinos por parte do Estado português.
Hélder Bataglia esclareceu que o dinheiro foi distribuído entre o conselho de administração da Escom, o consultor Luís Horta e Costa, e o conselho superior do grupo Espírito Santo (GES), onde se sentavam Ricardo Salgado mais os quatro principais acionistas do grupo.
Ou seja, o dinheiro foi repartido essencialmente entre administradores e acionistas, tendo "ficado muito pouco para a Escom" como pagamento de serviços, reconhece Hélder Bataglia.
O empresário, presidente da Escom e acionista da empresa com 33%, explicou que quem decidiu a distribuição das comissões da Escom foi o ex-presidente do BES, como líder do maior acionista da empresa, o GES. "Foi o dr Ricardo que decidiu como iriam ser distribuídas as comissões", disse aos deputados. 
Hélder Bataglia explicou que dos 27 milhões de euros, 16 milhões foram pagos ao conselho de administração e acionista da Escom e cinco milhões foram distribuídos pelo conselho superior do GES e por empresas por ele apontadas. Luís Horta e Costa também recebeu como consultor, mas Hélder Bataglia não adiantou quanto.
A Escom entrou nos negócios da Defesa em 2002, por sugestão de Luís Horta e Costa, e depois de levado à consideração do acionista maioritário, o GES, explicou Hélder Bataglia. Além dos submarianos, a Escom intermediou a compra dos helicópteros.

O gestor explicou que houve depois "uma preocupação com a optimização fiscal" relativamente às comissões recebidas pelos acionistas e administradores, e que para o efeito foi criado um fundo no Panamá para onde foi dinheiro. "Uma optimização fiscal que encontramos mais tarde com a aprovação do RERT - Regime Especial para Regularização Tributária", adiantou. Hélder Bataglia disse ainda que usou o RERT para repatriar para Portugal dinheiro que tinha no exterior, admitindo que alguns dos seus colegas na administração da Escom também o tinham feito.
TUDO COMEÇA A SER VISTO COM ALGUMA CLAREZA, MAS AINDA E SÓ PELO PERISCÓPIO!
ALGUM DIA SERÁ TUDO VISÍVEL?
NÃO ACREDITO!
VAI UM TIRINHO Ó GEITOSO?
OU SERÁ ANTES...
VAI UM GEITINHO Ó TIROSO?

Ponto de vista

Começo esta crónica com uma declaração de interesses. Sou democrata, mas não daqueles abundantemente fabricados em aviário após o 25 de Abril. Não sou, por exemplo, um sub-produto das Jotas, ao contrário da maioria dos políticos que por aí andam. Já antes da revolução tinha eu plena consciência das condições de vida de um povo à data martirizado por dois flagelos: a guerra colonial e a exploração da mão-de-obra que obrigou tantos a partirem para longe de Portugal.
Hoje, decorridos tantos anos, confronto-me, como tantos portugueses, com uma certa sensação de dejá vu. E é isso que cria em nós aquele sentimento de frustração e de desânimo que nos invade o espírito. Por isso, continuando embora a defender ideais democráticos, acredito hoje muito menos na democracia representativa do que no dia dos cravos. É que é tal o grau de parasitagem que se lhe vai associando – e infelizmente não falo apenas de Portugal – que só imagino uma saída para a crise em que estamos mergulhados: um reforço real da democracia participativa que motive os cidadãos a debaterem e a decidirem de forma mais direta e consciente acerca dos problemas que os afetam.
Para que se compreenda quão baixo conseguimos descer o nível da nossa democracia representativa, vou deixar-vos aqui um exemplo para reflexão. Ficou agora a saber-se que em 2014 se gastaram mais de 3 milhões e 100 mil euros com ajudas de custo na Assembleia da República. O problema já nem sequer é o valor desta despesa. É o de não se conseguir perceber – seja de que forma for – como foi gasto tanto dinheiro. E isso é que é grave.
Os portugueses apenas foram informados de que o valor pode globalmente ser dividido em duas partes: uma, de quase 3 milhões de euros, “referentes a ajudas de custo em território nacional”. Outra, constituída pelos restantes 150 mil euros, relativa “a ajudas de custo sobre deslocações ao estrangeiro”. Contas feitas, e é apenas de médias que falo – cada deputado português gastou em média 13 mil e 500 euros euros em 2014, só em ajudas de custo. Se integrarmos estes valores nos custos totais de funcionamento do nosso Parlamento, e sempre comparando apenas o que é comparável, apercebemo-nos de como a nossa democracia tem sido demasiado cara para aquilo que tem produzido.
De facto, tomando como referência o país de Obama, ficamos a saber que cada deputado luso custa anualmente 98 cêntimos de euro a cada português, enquanto nos Estados Unidos cada deputado custa apenas 23 cêntimos de euro a cada americano. Isto é, se entrarmos em linha de conta com as correções recomendadas pelo efeito de escala e poder de compra efetuadas pelos especialistas, cada um dos deputados portugueses custa per capita 9,8 vezes mais do que os seus homólogos norte-americanos!
Não me agrada ser tacanho em relação a esta questão da remuneração e dos custos da nossa democracia. Mas diferenças tão gritantes não podem deixar-nos indiferentes. O que está aqui em causa é sobretudo a simbologia do fracasso. Infelizmente já vi algumas ditaduras conseguirem melhores performances económicas e sociais do que a nossa quarentona democracia. E pelo caminho que as coisas levam, não há razões para otimismos. É que por essa Europa fora os escândalos repetem-se, atingindo mortalmente o próprio Parlamento Europeu e as benesses concedidas aos seus deputados.
Dito isto, quero crer que o que a nossa democracia precisa é mesmo de tomar o próprio remédio que nos vem impingindo: um programa por objetivos, com inclusão de para aí metade dos políticos numa espécie de “requalificação”: 60% de ordenado no primeiro ano, 40% no segundo ano, e por aí fora. Com efeitos irreversíveis e sem cedências a corporativismos.

Caso contrário, um dia destes acontece-lhes algo parecido com a Grécia: enxovalho e abandalho! É que se hoje é capaz de haver para aí muitos a dizerem "Eu sou grego!", outros, ao contrário, dirão em surdina: "Estou a ver-me grego"... Ou não?... 
Muito bom dia a todos!

(Crónica na Rádio F, dia 26 de Janeiro de 2015)

domingo, janeiro 25, 2015

Estes são os «novos» tempos


Assim está a «saúde», no século XXI, em Portugal.
Caminhamos a passos largos para o que acontece na Grécia: «Quem estiver desempregado há mais de três meses perde o direito à assistência médica»!
ISSO MESMO!
POR CÁ NÃO O FAZEM JÁ COM O SUBSÍDIO DE DESEMPREGO?
A CANALHA NÃO VAI DEMORAR A FAZER O MESMO!
Está escrito no livro dos fascistas do século XXI.
AINDA CHAMAM DE TERRORISTAS AOS OUTROS!
ELES SÃO IGUAIS!

OS PORCOS, GATUNOS, HIPÓCRITAS NÃO FALAM DISSO!

A «OUTRA» Alemanha


Na Alemanha são cada vez mais as pessoas que praticamente não conseguem viver só do seu salário, enquanto em 2008 este era o caso de cerca de 2,5 milhões de pessoas, 25% menos.
Os estudos revelam que 379 mil trabalhadores em risco de cair na pobreza não podiam pagar em 2013 pontualmente o aluguer da casa.
Além disso, 417 mil renunciaram ao uso adequado de aquecimento nos seus lares e 538 mil economizavam em alimentação, ingerindo uma refeição com os nutrientes necessários só de dois em dois dias.
Para metade dos afectados, cerca de 1,5 milhões de pessoas, uma estada de férias de uma semana era impossível em 2013, enquanto quase 600 mil pessoas não podiam permitir-se ter carro próprio.
Segundo as definições europeias, uma pessoa está ameaçada de viver na pobreza se os seus rendimentos - incluindo ajudas sociais - são inferiores a 60% do rendimento médio do conjunto da população.
Em 2013, esta barreira situava-se nos 979 euros líquidos por mês para uma pessoa só.
Em Outubro, o Destatis informou que cerca de 13 milhões de alemães, praticamente um de cada seis, vivia em 2013 à beira da pobreza.
É ESTE O DESENVOLVIMENTO, DITO DE EXCELÊNCIA, QUE UNS PORCOS, GATUNOS E HIPÓCRITAS NOS QUEREM IMPÔR?
MAS DISTO NÃO FALAM OS LAMBE-CUS DOS ARAUTOS?

RUAAAAAAAAAAAAAAAA!

sexta-feira, janeiro 23, 2015

A cavalo dado...


A partidarização das instituições públicas tem vindo a determinar o seu fim.
A gestão da coisa pública por incompetentes e acéfalos, nomeados pelos órgãos governamentais, ou por pares comuns, fazem das instituições pastos de engorda para os apaniguados militantes ou, noutros casos, é o trampolim para outros poisos.
Sabe-se, é do domínio público, a forma como certos figurantes fazem da gestão dessas instituições propriedade própria.
O caso mais recente passou-se no Posto Territorial do Crato. Este Posto recebeu da Câmara Municipal uma doação de alguns bens no primeiro semestre de 2014. Mas, quando receberam mobília de quarto, sofás, um LCD, ar condicionado, uma salamandra e sete quadros de madeira, nada fazia prever que a mobília iria desaparecer.
A situação ocorreu durante o primeiro semestre de 2014 e no dia 27 de Junho de 2014 foi lavrado, em acta, pelo Vereador João Farinha e que aqui se disponibiliza.

Neste mesmo documento pode ler-se que o mobiliário entregue é propriedade da Câmara Municipal, assim como as instalações onde se encontra o posto territorial.
De acordo com uma carta anónima recebida em várias associações sindicais, bem como a outras informações incluindo processos internos da Guarda, um certo dia o Sargento responsável pelo posto recebeu um telefonema do, na altura Tenente Coronel Mário Monteiro e hoje Coronel, a indicar que iria levar a mobília.
Perante a perplexidade do Sargento, foi indicado ao mesmo por telefone que “o comandante gere os meios humanos e materiais” e decidiu por isso levar tudo o que a Câmara Municipal lá tinha deixado. Ao que tudo indica a mobília foi levada para a residência profissional do militar.

A situação foi conhecida em Portalegre pelos meandros da Guarda e existem relatos de militares que transportaram a mobília e que efectivamente a carregaram, bem como, no dia em que a Inspecção da Guarda foi confirmar a situação, a transportaram para outro local para evitar descobrirem a situação.
O então Sargento que Comandava o Posto Territorial do Crato que esteve contra a situação foi forçado pelos seus superiores a pedir uma transferência e foi para o seu lugar a Sargento Gonçalves no dia 1 de Agosto.
Mês e meio depois verificou que faltava a referida mobília e dirigiu um ofício à Câmara Municipal. Apercebendo-se posteriormente onde a mobília estava, já depois de ter enviado o ofício, dirigiu uma comunicação à mesma instituição. Neste mesmo ofício pode ler-se, pelo punho da Sargento Gonçalves, “que caso fosse possível, não ficasse registado”, o comunicado enviado.

Por que razão não deve este comunicado ficar registado?

Sabe-se que o Coronel Mário Monteiro irá sair do Comando de Portalegre para assumir as funções de Chefe de Estado Maior da Unidade de Intervenção da GNR, uma das mais importantes do país. Ou seja, não foi inspeccionado e… ainda levou uma promoção!
ISTO NEM NUM GRANDE SUPERMERCADO!
QUE EXEMPLO DÁ ESTA CORJA?
MULTAS?
POIS …
QUANDO FOR CONFRONTADO PELO CORONEL, OLHE-O BEM NA CARA!
 
A BEM DA NAÇÃO!

Anúncio ou publicidade enganosa


Racismo


Revolta


Os alunos de uma escola de Bragança levam mantas e sacos-cama para as aulas porque a escola não tem aquecimento.
Será que a ministra das Finanças não quer tirar um pouco da reserva de dinheiro que diz ter para pagar antecipadamente ao FMI e resolver este problema real?
ESTE, E OUTROS COMO ESTE!
A CORJA de TERRORISTAS prefere exterminar um povo que garantir as condições mínimas de sobrevivência.
QUANTAS ESCOLAS NÃO HÁ PELO PAÍS SEM AQUECIMENTO?
SÓ QUE ESTES ALUNOS SABEM COMO SE FAZ UM CANALHA!
BRAVO!
ENSINEM OS VOSSOS PAIS O QUE É LUTAR!...
OS GABINETES DA CORJA E OS SÍTIOS DOS AGIOTAS ESTÃO SUPER AQUECIDOS!
Experimentem entrar no poiso dos agiotas e vão sentir a diferença!
O DINHEIRO QUE FALTA NA EDUCAÇÃO, NA JUSTIÇA, NA SAÚDE E TANTOS OUTROS SERVIÇOS SERVIU PARA SALVAR A AGIOTAGEM!
CORJA MAL CHEIROSA!

Aldrabões

 
A aldrabice fez, e faz, escola!
Mas, uma coisa é aldrabar para albardar burros.
Outra, bem mais GRAVE, é aldrabar para esconder uma realidade que nos fere de morte.
Ficou-se a saber que há hospitais que enganam os doentes das urgências com falsas cirurgias, que são marcadas e, logo a seguir desmarcadas…
Por isso já sabe, quando um «tacanho» arauto lhe vier dizer que as urgências determinaram o cancelamento de cirurgias, DESCONFIE!
Já agora, DESCONFIE DE TUDO O QUE CERTOS ARAUTOS DIZEM.
São uns VENDIDOS!
ESQUEMAS PARA FUGIR AO NEGÓCIO DA GRIPE?
É SÓ ESQUEMAS!   

quinta-feira, janeiro 22, 2015

Atirar pérolas a porcos


O assistencialismo pedante

 
Depois da SOLIDARIEDADE SOCIAL ter sido transformada, por um bando de terroristas à solta, em assistencialismo gratuito, caritativo e miserabilista.
Eis o que TODOS (?) já esperavam!
As IPSS’s da «santa madre igreja católica apostólica romana» do «portinhas & mota» e as Misericórdias medievais praticam a adoração ao «seu deus», o vil metal!
Bem se sabe que estas instituições visam um único objectivo: O LUCRO FÁCIL!
Para tal, RECEBEM CHORUDAS VERBAS DOS PEDANTES MINISTROS, RESULTANTES DO ASSALTO AO BOLSO DOS CONTRIBUINTES.
Não satisfeitas com a MAQUIA recebida dos TERRORISTAS, ainda SACAM mais e mais aos pais para ocuparem os filhos em TEMPOS LECTIVOS.
Ou seja, para OCUPAREM OS FILHOS EM TEMPOS JÁ PAGOS PELOS CONTRIBUINTES!
SÓ QUE OS EUNUCOS QUEREM SEMPRE MAIS!
VERGONHOSO ASSISTENCIALISMO MEDIEVAL!
O resultado da ENTREGA às IPSS’s e Misericórdias das atribuições que DEVIAM pertencer ao Estado, vai conduzir à GATUNAGEM, À SUBSERVIÊNCIA ESCRAVA! 
O OBSCURANTISMO DA IDADE MÉDIA DE VOLTA!

As nuvens negras?

 
Quem disse que as nuvens negras tinham desaparecido?
FOI UM ACÉFALO ELEVADO À CATEGORIA DE PRIMEIRO, POR UM BANDO DE CRETINOS!
DESAPARECE E JÁ!
E LEVA A MÚMIA!

PARASITAS


 

OS PARASITAS DE BRUXELAS OBRIGAM-NOS A PAGAR 8 CÊNTIMOS POR DIA PARA UMA «TANGA» CHAMADA DESENVOLVIMENTO!
OS PARASITAS SOCIAIS VIVEM À LARGA.
ATÉ QUANDO ESTA ROUBALHEIRA VAI CONTINUAR?
ESTOU FARTO DE PARASITAS, PULGAS, PIOLHOS, CARRAÇAS E OUTROS QUE TAIS!
 
 

quarta-feira, janeiro 21, 2015

O vídeo que está a incomodar a Europa


 
 Ora cá está mais um atentado à POBREZA dos que pagam estas mordomias.
QUE CORAGEM TEM ESTA CORJA DE EXIGIR QUE SE PAGUEM MILHÕES?
COMO PODE ESTA CAMBADA DE MALFEITORES, GATUNOS E ASSASSINOS EXIGIR AUSTERIDADE AOS POVOS?
COMO PODEM PISAR AS VIDAS DAS PESSOAS?
COMO PODEM ROUBAR-NOS?
A ISTO CHAMA-SE TERRORISMO!

- 6 200€ de salário(??);
- 4 200€ para gastos gerias;
- 300 € por cada presença no covil;
- 800 € para combustível
E PIOR SEM TEREM QUE APRESENTAR FACTURAS NEM JUSTIFICAÇÕES DE NADA!
Contratam pais, filhos, primas, cágados, canários e outros animais de ou sem estimação!
E AS REFORMAS...
SE ESTIVEREM POR LÁ CINCO ANOS RECEBEM LOGO 1 250€ por mês a partir dos 63 anos!
QUE NOJO!
Quantos milhões a morrerem de fome, sem assistência médica, sem dinheiro para remédios, a viverem em BARRACAS, sem direito a um ensino de qualidade, SEM NADA…
ESTES PARASITAS A VIVEREM À GRANDE!
PULHAS ESCAROSOS!
VOU VOMITAR!
 TERRORISTAS É O QUE SÃO!

Convictos de NADA!

 
Não precisam de gritar!
Depois falam, falam e gritam e NÃO FAZEM NADA!
É FARTAR VILANAGEM!

O EXTERMÍNIO DE UM POVO

 
A isto chama-se extermínio de um povo!
Quem o perpetra é TERRORISTA!

As nuvens NEGRAS....

 
São as NUVENS NEGRAS!
ALDRABÕES!
Roubam nos salários, nas férias e trabalha-se MAIS por MENOS!
GATUNOS!

Mais aldrabices



No fim-de-semana de 17 e 18 de Janeiro de 2015 nevou na Guarda.
Acontecimento vulgar em qualquer inverno. Se não é a 17 de Janeiro será noutro qualquer dia.
Logo uns ALDRABÕES vieram dizer que tinha sido o maior dos nevões dos últimos anos.
MENTIRA!
Não sei com que aparelho se mede, avalia ou comparam nevões.
DESCONHEÇO.
Admitamos que até existe tal nevómetro. A existir só temos que reconhecer que das duas três, ou quem leu os valores é míope ou o aparelho está avariado.
Só pode.
Mas vamos ao que importa, apesar da grandeza do nevão interessar a certos cretinos…
Comecemos por considerar que Guarda não é apenas a cidade.
É um concelho com 712,1 km² de área e 42 541 habitantes. Enquanto a freguesia da Guarda, na reforma do Relvas, tem 37,66 km² de área e 26 565 habitantes.
Ou seja, quando se fala da Guarda cidade está-se a falar de 5% da área.
ENTENDIDO?
Logo, os serviços de limpeza da neve fizeram o que lhes competia, em cerca de 5%, já que houve ruas que mesmo dentro da cidade estiveram cortadas à circulação de automóveis.
Mas não basta limpar as estradas para os jeeps da aristocracia poderem circular, fazendo alarde do seu poderio económico.
Importa que se tenha em atenção a mobilidade de TODOS e, principalmente dos mais idosos, crianças e cidadãos com dificuldade de mobilidade. Ou será que para o executivo camarário só interessa a limpeza das estradas? Considerar a limpeza dos passeios, como foi dito por um responsável, como 2.ª prioridade é VERGONHOSO!
Não há cidadãos de 1.ª e de 2.ª!
HÁ CIDADÃOS!
E, quando falarem da Guarda digam que estão a falar de 5% do concelho, ou ENTÃO FAÇAM O SERVIÇO COMPLETO, EM TODAS AS FREGUESIAS E AÍ JÁ PODEM FALAR COM PROPÓSITO!

Pico da aldrabice III

 
 
Ficou-se a saber, mais uma vez, que a mentira tem perna curta… nem o salto de um anão, ou de um coelho!
O ministro Macedo, o que regula a «saúde», veio dizer que os doentes, nas urgências, iam ser encaminhados para o privado.
De seguida, a estação pública de televisão foi saber junto do presidente do privado, da saúde, como iria ser feita tal parceria anunciada pelo Macedo.
A RESPOSTA FOI ELUCIDATIVA: «NÃO SABEMOS DE NADA. NÃO HÁ ACORDO NENHUM».
ISTO, NUM PAÍS CIVILIZADO, DAVA DEMISSÃO DO CAVALHEIRO.
POR CÁ, A MÚMIA CALA-SE E FAZ MONTADA NO JUMENTO!
HOSSANAS AO REIZINHO!
CRETINOS ALDRABÕES!

Erros? Aldrabices


 
O cidadão é «inundado» por falsas notícias, com o propósito de «salvar» um governo em AGONIA.
SÃO OS INTERESSES DOS VENDIDOS!
Todos (?) sabemos que a propaganda da «recuperação» é uma falácia.
Vendem a ideia que este mês os funcionários públicos irão receber mais uns euros… 20€ ou 30€…
TUDO FALSO!
Este governo dá com uma mão e….TIRA COM A OUTRA!
É que com o aumento dos tais 20€ ou 30€ e, com a alteração das tabelas do IRS o que vai acontecer não é aumento NENHUM!
Pelo contrário, em muitos casos haverá PERDA de vencimento.
É SÓ ALDRABICES!
ERROS?
Não sabia que agora as aldrabices se chamam ERROS!

Aldrabões & Sucessores


 
Depois do adiamento de sucessivas Assembleias de accionistas, o «ambiente» na PT é de DESNORTE!
Sucedem-se as ameaças judiciais.
Agora, foi a brasileira Oi.
A Oi chama de mentiroso ao todo-poderoso Granadeiro, e diz que vai avançar com processo judicial.
A operadora brasileira Oi afirma que Granadeiro enviou informação falsa ao regulador CMVM e ao presidente da assembleia-geral de accionistas da PT SGPS.
GRAVE!
Então chama-se de MENTIROSO ao Granadeiro?
Onde é que já se viu tal coisa?
Granadeiro contra-ataca e, "afirma que a Oi terá tido necessariamente conhecimento, se não mesmo participado, das aquisições de papel comercial à Rioforte à data das mesmas".
O mesmo de sempre...
Neste sentido, Henrique Granadeiro apontou, "invocando a condição de Zeinal Bava de CEO [presidente executivo] e também CEO da PT Portugal", que "as aplicações nos papéis da Rioforte no valor de 697 milhões de euros (que somados aos 200 milhões em papéis da Rioforte da responsabilidade da PT SGPS) teriam sido realizadas pela PT Portugal, já sob os efeitos da revogação do modelo de gestão centralizada e, portanto, sem qualquer ingerência ou responsabilidade da PT SGPS".
Segundo a Oi, "a afirmação é falsa", adiantando a empresa brasileira que o que aconteceu foi que 697 milhões de euros foram subscritos pela Portugal Telecom International Finance B.V. (PTIF), sociedade na altura detida 100% directamente pela PT SGPS em 10, 20 e 21 de Fevereiro do ano passado e renovados a 15 e 17 de Abril.
Os restantes 200 milhões de euros foram subscritos pela PT SGPS a 13 de Fevereiro de 2014 e renovados a 15 de Abril do mesmo ano, aponta a Oi.
"Sobre esta matéria há que relembrar o facto relevante emitido pela PT SGPS em 30 de Junho de 2014, assinado pelo próprio Henrique Granadeiro e Luís Pacheco de Melo, de onde claramente resulta o reconhecimento da sua responsabilidade na subscrição e gestão do referido papel comercial", refere a Oi.
Perante isto, a Oi considera que "Henrique Granadeiro trouxe ao conhecimento da CMVM" e do presidente da assembleia-geral de accionistas "informação falsa, falsidade essa que não podia ignorar, em virtude da sua condição de presidente da Comissão Executiva e do Conselho de Administração da PT SGPS e participante confesso do episódio Rioforte", refere a carta assinada pelo diretor presidente da Oi, Bayard de Paoli Gontijo.
"A Oi informa (...) que tomará quanto ao senhor dr. Henrique Granadeiro os procedimentos judiciais sancionatórios que se justificam atenta a ilicitude da sua conduta, agravada pelo relevo mediático da sua personalidade, pelo desempenho de funções de presidente do Conselho de Administração da PT SGPS durante largos anos e pelos gravíssimos danos que está a causar à entidade signatária e aos seus accionistas", conclui.
Esta carta foi enviada dois dias antes da assembleia-geral de accionistas da PT SGPS, a qual irá votar a venda da PT Portugal, actualmente nas mãos da Oi, ao grupo francês Altice.
O «folhetim» vai continuar...
A não perder....
PERCEBES A RAZÃO PELA QUAL A CORJA QUER PRIVATIZAR TUDO?
"PORQUE OS PRIVADOS GEREM MELHOR QUE O ESTADO".
ENTÃO NÃO É?
OS GATUNOS SÃO OS MESMOS, COCHINO!
SÓ MUDA A SANITA!