segunda-feira, junho 30, 2014

Roma não perdoa a traidores

Roma não perdoa a traidores, mas foi sempre governada por TRAIDORES!!


Diário de Ana Frank

UMA OBRA PRIMA.
E NÃO TE ESQUEÇAS DE LER O LIVRO.
IMPORTANTE.

A Minha Música

Tracy Chapman


domingo, junho 29, 2014

O mundo de Sofia

PARA QUEM SE INTERESSA PELOS PROBLEMAS DA FILOSOFIA.
E NÃO SE ESQUEÇAM DE LER O LIVRO.
IMPORTANTE:

A DITADURA a caminho....


A DITADURA vem sempre montada num burro ou na mula da sacro cooperativa.
Esta, parece não fugir à regra.
Um grupo de azeiteiros, que se governa do expediente determinado por um régulo, veio propor uma revisão da Constituição.
A encenação está montada!!
Enquanto o país se entretém a discutir a «revisão inconstitucional» o governo vai ROUBANDO o que ainda resta aos portugueses, que já é pouco ou NADA!!!
E, o que seria o golpe constitucional? 
Os deputados do PSD Madeira, na Assembleia da República, «abriram» um processo de revisão constitucional, ao apresentarem um projecto que inclui, entre outras propostas, a extinção do Tribunal Constitucional e criação no seu lugar de uma secção constitucional do Supremo Tribunal de Justiça.
Pimba, vai buscar!!
Não ouves os recados e as ameaças que te fazem ..... ACABE-SE COM O EMBECILHO!!!
Mas, há mais!!! 
A «iniciativa  asinina» prevê também a fixação de um mandato único de dez anos para o Presidente da República, em vez dos atuais mandatos de cinco anos cada um. 
Pimba, a perpetuação no tempo de um bacoco.
E é esta mesma escumalha que critica regimes tipo Coreia do Norte, de Cuba ou as revisões Hugo Chavez na Venezuela.
Que merda de hipocrisia!!!
Mas, não ficam por aqui as asininas ideias da parolada bacoca.
Querem alterar o sistema político, com a possibilidade de existência de partidos regionais e de apresentação de candidaturas independentes tanto para a Assembleia da República como para as assembleias regionais.
Pois é.... 
O régulo já bateu todos os records de permanência num governo, agora quer mais.....um dia, já esquife, ainda vai estar sentado na cadeira e o «povinho» a beijar-lhe o anel.....
Ainda no que ao Tribunal Constitucional diz respeito, a corja propõe acabar com a fiscalidade preventiva da constitucionalidade.
Os poderes seriam eles.....uma espécie de emanação do Sol!!!
De tal ordem o poder seria o «soberano vitalício» que propõem a extinção da Comissão Nacional de Eleições e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social.
Eleições??
De dez em dez anos e no dia das mentiras....
Por fim, propõem uma norma parecida com a regra de ouro, que constitucionaliza os limites ao défice: neste caso concreto ficaria na Constituição a obrigatoriedade da lei do Orçamento do Estado estabelecer, no início de cada legislatura, os limites do défice para os quatros anos de mandato do Governo.
Depois da outra «dama», a que foi assessora do Vale e Azevedo, ter falado na criminalização do extravasar de poderes só faltava mesmo uns porcos e sebentos nazis virem com ideias fascistas e fascizantes.
Pior que as propostas asininas foi a hipocrisia de uns quantos que aclamaram tais «ideias» e depois, vendo o risco que corriam....assobiaram para o lado!

HIPÓCRITAS!!
ACORDA POVO, OU PÕE-TE A CANGA TODA!!!!

A Minha Música

‫Dire Straits


sábado, junho 28, 2014

A Minha Música

Rolling Stones - Forty Licks


A isto chama-se ROUBAR

Os portugueses são ASSALTADOS todos dias por um governo que lhes ROUBA vencimentos, pensões e reformas.
Que lhes retira subsídios, encerra escolas, fecha tribunais tudo em prol das MALDITAS FINANÇAS PÚBLICAS, DA CRISE, DO RIGOR ORÇAMENTAL E TUDO MAIS QUE SIRVA PARA NOS TORNAR PORTUGUESES MISERÁVEIS....
A corja, pelos vistos, usa e abusa do que NÃO LHES PERTENCE.....PARA «ELES», OS ELEITOS, OS PRIVILEGIADOS GASTAR À TRIPA- FORRA!
ACORDA POVO!!!


sexta-feira, junho 27, 2014

O que se vende aqui?

O merceeiro vende o quê??


Um lápis com dois bicos

Em tempos idos, os bairros das grandes cidades, as vilas e aldeias deste país tinha uma qualquer mercearia, muitas vezes também taberna, que facilitava aos seus clientes a aquisição de bens, principalmente alimentares, que eram vendidos a crédito, não por meio dos cartões de plástico mas, através do chamado livro dos «calotes».
O taberneiro, merceeiro apontava num livro as despesas de cada cliente e, no final do mês, quando se recebia a «féria», lá se ia pagar ao «benemérito» fornecedor.
Só que por vezes, como o que «valia» era o livro dos «calotes», os clientes sussurravam que o taberneiro tinha um lápis com dois bicos para escrever no dito livro, o que determinava, quase sempre, valores exorbitantes para quem tinha de pagar as dívidas.
Hoje em dia, as mercearias e tabernas de bairro, de vila e de aldeia quase desapareceram. 
E, os livros dos «calotes» desapareceram igualmente.
Hoje há os «novos» merceeiros que «aprenderam», e de que maneira, com os antigos taberneiros....agora com os livos de calotes substituídos por cartões de plástico...
Exemplos mais que muitos...
Tenha atenção ao que estes novos merceeiros lhe tentam fazer. Perceber que ninguém abre um negócio para satisfazer clientes. ABRE NEGÓCIO COM O OBJECTIVO DO LUCRO. Umas vezes conseguido de uma forma mais ou menos legal mas quase sempre ilegítima.....e, outras vezes ROUBANDO DESCARADAMENTE...
Ao cliente só resta estar atento!!!
Agora que o tempo quente parece ter chegado, ATENÇÃO às garrafas de água que chegam à mesa.... ABERTAS!!!
São apenas e tão só, garrafas que foram recuperadas de clientes que as abandonaram e que os «novos taberneiros» as voltam a encher ....... agora com água da torneira!!!
POIS É.....
E, os papalvos que caiem em tal aldrabice e noutras ainda piores, que se CUIDEM...
Garrafas de água na mesa, MAS FECHADAS!!!
SE LHE TENTAREM VENDER UMA GARRAFA DE ÁGUA ABERTA OU FINGINDO O «TABERNEIRO» QUE A ABRIU À SUA FRENTE...RECUSE-A!!! Quem a abre é o cliente... 
PERCEBEU???
Mas, há mais .... tenha atenção aos novos merceeiros e às suas formas de ROUBAREM o dinheiro dos incautos que vão na «conversa» dos cartões e outras armadilhas....
 Vejam só estes exemplos:




E é este paspalho que diz que os salários dos portugueses ainda deviam baixar mais....
Claro, e TODOS SERMOS BURROS, MELHOR AINDA SEU CRETINO NAZI!!

O cerco ao condenado


Depois da visita do ministro da saúde, Paulo Macedo, à Guarda onde inaugurou, com pouco entusiasmo e sem pompa, «aquilo» a que chamam hospital.
Quando o ministro dizia que no novo pavilhão "há não só responsabilidades em termos de erros funcionais, mas também de responsabilidades financeiras, e essas vão ser apuradas".
Tudo parecia dentro da anormalidade.....que caracteriza tais visitas e inaugurações....
E, eis que a directora clínica, da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, Fernanda Maçoas pede a demissão. 
As razões?
Fáceis de entender quando se vai conhecendo o mal estar que vai existindo no Conselho de Administração da ULS...
O próximo tropeção é já a seguir....e, quem vai segurar tal trambolhão?

A NÃO PERDER!!! 

A Minha Música

Creedence Clearwater Revival


quinta-feira, junho 26, 2014

A Minha Música

Pink Floyd The Dark Side Of The Moon.


A «justiça» serve a casta

Isaltino já saiu da cadeia....por «bom comportamento» e «arrependimento», dizem!!!
Será que não haverá outros presos que não estejam nas mesmas condições....«bom comportamento» e «arrependimento»??
Não, não há!!!
Só a «casta» dos amigos do Cavaco podem ser agraciados com a saída da prisão....
Outros, amigos do Cavaco, nem os chispes lá entram....
Passeiam-se pelo país, de aquém e além mar....
NUNCA SERÃO INCOMODADOS!!
Parolada bacoca foi certa imprensa, sempre pronta a lamber os «secretos» dos poderosos, no dia seguinte à saída do «arrependido» da prisão, fazer aquelas entrevistas e perseguirem-no por todo e qualquer sítio, numa espécie de ..... NA CAMA COM...
QUE TRISTE FIGURA!!!
Foi isso que vos ensinaram nas escolas?
INFORMAR NÃO É NADA DISSO, SEUS BACOCOS!!!
Já todos percebemos quem vos mandou, tipo cães capados, atrás da pimbalhada....sabemos pois!!!
«ARREPENDIDO»??
«BOM COMPORTAMENTO»?
Beatificação já, da eminência parda!!!

quarta-feira, junho 25, 2014

Investimento?

O vice-primeiro-ministro Paulo Portas inaugurou o Centro de Nearshore da Altran, no Fundão.
Até aqui, a notícia parece igual a tantas outras....uma viagem, descerrar um placa ....um discurso inflamado ....comes e bebes...e palmadinhas nas costas...
Só que a inauguração do Centro é mais do que isso....
Um investimento cujo valor total foi de 6,8 milhões de euros e  dizem ..... vai criar 300 postos de trabalho até 2018.
ESPANTO DOS ESPANTOS!!!
Tantos milhões para apenas uma «miragem» de 300 postos de trabalho até 2018!!!
Ou seja, durante 4 anos o Centro vai criar uma média de 75 empregos por ano!!
Ou seja, 6 empregos por mês.....
Para um investimento de 6,5 milhões de euros??
UM EXAGERO BRUTAL!!
Quanto vai custar ao CIDADÃO PAGANTE este investimento?
Já agora, dizer que o Centro vai ficar localizado no Pavilhão Multiusos do Fundão.
CLARO....
Ou assim, ou em terrenos doados pelo município...como já é hábito nestes investimentos .... de cartões dourados!!!


Processo Kafkaniano


O actual executivo da câmara municipal da Guarda volta a usar e a abusar do processo kafkiano.
Depois da auditoria que deu em águas de bacalhau, onde nem as espinhas eram visíveis. Escondendo quanto baste o relatório para que ninguém o analisa-se e se descobrisse o tamanho do embuste.
Voltaram as vitimizações, as  classificações de uma situação desesperadora, claustrofóbica e traumática, a qual não se visualiza uma possível solução ao final.
E, perante tal patética e engendrada catástrofe anuncia-se uma solução que é tudo menos salvação da situação.
Será o apostar em soluções gastas que irão determinar o maior descalabro financeiro das depauperadas finanças da edilidade.
A Câmara da Guarda quer reestruturar parte da sua dívida de 91 milhões de euros com a contracção de um novo empréstimo bancário de 12,9 milhões.
PERCEBERAM???
Ou seja, o executivo da maioria funciona como aquele cidadão que depois de um naufrágio e não vendo ninguém à sua volta decide nadar sem rumo. Na crença que a luz que avista ao longe é de algum barco salvador. Enquanto nada, nada a luz vai fugindo, fugindo cada vez mais....sem nunca a alcançar. Era a luz da lua espelhada no mar.....
Assim está o executivo. Acredita, ou faz acreditar, que o melhor mesmo é pedir um empréstimo para pagar o que já é impagável nos tempos futuros....
A proposta foi aprovada pela  maioria PSD+CDS!!
Diz o executivo que se trata de aproveitar as condições mais favoráveis que existem actualmente em termos de taxas de juros e de spreads com um empréstimo de médio/longo prazo para reestruturar(??) a dívida à banca e também pagar a alguns credores. 
IMBECILIDADE!!!
Pede-se dinheiro para pagar dívidas!
Ou seja, são dívidas em cima de dívidas.... depois alguém que fecha as portas!!!
Sanear as finanças da autarquia??
Mas como?
A orquestra do Titanic a tocar enquanto o navio se afunda...
Mas, se esta medida não resultar (e não vai resultar!!), a seguinte pode vir a ser o recurso ao Fundo de Apoio Municipal, mas que implicará impostos municipais, como o IMI e a Derrama, no máximo. O aumento do IMI para os cidadãos ficarem sem a pele com tamanho esfolar. Já quanto à Derrama, só mesmo para rir de escárnio. Onde estão as empresas para suportarem aumentos brutais da Derrama? Estes acéfalos são ainda por cima LOUCOS!!
Em 2008 houve o programa «Pagar a tempo e horas!!» - resultados? Nenhuns... Mais e mais endividamento!!
Depois veio o PAEL que a câmara da Guarda subescreveu e que HIPOTECOU AS NOSSAS VIDAS CONCELHIAS EM MAIS DE 15 ANOS!!!
Ou seja, lá iremos ter uma velha e já gasta fórmula sempre com os mesmos resultados: AUMENTO DO ENDIVIDAMENTO.
Não nos venham iludir com a conversa da treta que as condições do empréstimo não serão tão duras, apesar de ter de haver alguns aumentos de tarifas e taxas municipais, remata o presidente do município.
Se ele o diz..... esperem pela PANCADA!!!
A câmara da Guarda tem que cumprir prazos muito apertados estando no limite da possibilidade de recorrer a este empréstimo, diz o presidente.
Mas afinal quem andava distraído com os foguetes?
Pois é, os agiotas não perdoam....
Fazer o saneamento financeiro da autarquia é uma obrigação moral e de gestão porque não podemos continuar a violar a lei dos compromissos, diz o presidente.
Ou seja, o saneamento para esta gente é «apenas» um acto moral? 
Mas que moral?
É um dever que se apresente às gerações vindouras uma autarquia LIMPA E SANEADA, percebes?
FARTO DA MORAL!!!
Pior é admitir que a câmara não cumpre os compromissos.
GRAVE, MUITO GRAVE!!!
VIVER À TRIPA-FORRA TEM QUE ACABAR!
EXTRAVASAR OS PODERES MERECE CONDENAÇÃO, POIS É....
Mais 12,9 milhões de euros de empréstimo é paralisar a vida da câmara para um futuro de muitos e largos anos.
Mas, como se só por si o empréstimo não fosse já um acto suicida por parte do executivo que nos vai atirar para um poço sem fundo, que dizer da contratação de uma empresa para elaborar o plano de saneamento financeiro da câmara.
ISTO É DE GENTE LOUCA!!!
A câmara está numa situação financeira difícil e, o executivo decide contratar uma empresa a quem vai pagar 35 mil euros, mais IVA, por ano, para gizar um plano de saneamento financeiro.
ESPANTO DOS ESPANTOS.
Mas afinal a câmara não tem técnicos que possam elaborar o plano?
Ou será que Álvaro já não acredita no trabalho dos funcionários camarários?  
É que já não é a primeira vez que Álvaro não quer saber do trabalho dos funcionários camarários e decide contratar empresas privadas.
Bem sabemos a apetência destas maiorias pelo privado....vejam-se os pareceres técnico-jurídicos que o povo contribuinte paga à corja.
É FARTAR VILANAGEM!!!
Por fim, não faltaram as bajulações do costume ao 10 de Junho e às parolas manifestações.
Farto de tanta hipocrisia e falsos sentimentos.
Para vossas casas, aqui já cheiram MAL!!
LAVEM-SE!!

A Minha Música

Homenagem aos povos da América do Sul.
O fascínio dos Andes.

terça-feira, junho 24, 2014

Tachos para desempregados

 
Finalmente parece que já há «fumo branco» para 3.º secretário da «comunidade deles»!!
Os desempregados António Ruas, ex-presidente da Câmara de Pinhel, e Carlos Martins, ex-director da Segurança Social da Guarda, são os nomes propostos pelo conselho intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela para secretários executivos da Comunidade Intermunicipal.
A decisão foi tomada por unanimidade em Pinhel, depois de uns copos bem bebidos, segundo fontes sempre bem informadas.

A proposta terá agora que ser aprovada na assembleia intermunicipal, que ainda não está agendada.
Será desta que haverá eleição?
Até agora ou por não terem altura ou por serem demasiado gordos não cabiam no boletim de voto da palhaçada.
É desta que vai haver secretários?
A ver vamos, diz o cego!!!

O «púguesso» do interior, então não é?

 
«Cavaco ao trazer o 10 de Junho para a Guarda quis dar um sinal que está com o progresso do interior», dizia o senhor de «cabra», presidente da câmara da Guarda.
Nem um mês demorou para que os acontecimentos recentes desmentissem a frase do senhor Álvaro.
Um número, mais um, de circo em cima de um arame e ... sem rede!!
Ficaram-se a conhecer as escolas que um tal [C]rato MANDOU fechar no distrito da Guarda, em conluio com as várias câmaras, segundo palavras do ministro!!
No distrito da Guarda há 13 escolas que constam da lista de estabelecimentos de ensino do 1º ciclo a encerrar no próximo ano lectivo e já divulgadas pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC).
Enquanto nos concelhos de Celorico da Beira e na Guarda encerram cinco escolas, Aguiar da Beira, Manteigas e Sabugal deverão ficar com menos uma escola cada.
De acordo com a lista do MEC, no concelho da Guarda estão na lista negra as EB's do Cubo, Rapoula, Rio Diz, Rochoso e de Vila Fernando.

No concelho de Celorico da Beira encerram as EB dos Açores, de Cortiçô da Serra, da Ratoeira, da Estação e de Fornotelheiro.
No concelho de Aguiar da Beira fecha a EB de Penaverde e no Sabugal será a EB de Santo Estevão. A EB do Sameiro, no concelho de Manteigas, também está na lista negra.
Na lista divulgada pelo MEC, Viseu é o distrito onde encerram mais escolas (57).
Depois de comunicada às direcções escolares e autarquias, a lista com as 311 escolas do 1.º ciclo cujos alunos passarão a estar integrados em centros escolares ou outros estabelecimentos de ensino com “melhores condições” foi tornada pública, numa nota enviada às redacções pelo MEC.
Lista de EB's a encerrar:
EB Penaverde, Aguiar da Beira
EB Açores, Celorico da Beira
EB Cortiçô da Serra, Celorico da Beira
EB Ratoeira, Celorico da Beira
EB Estação, Celorico da Beira
EB Fornotelheiro, Celorico da Beira
EB Cubo, Guarda
EB Rapoula, Guarda
EB Rio Diz, Guarda
EB Rochoso, Guarda
EB Vila Fernando, Guarda
EB Sameiro, Manteigas
EB Santo Estêvão, Sabugal

Curioso que o MEC enviou uma nota às redacções!!
Logo, as câmaras já SABIAM, há muito, quantas e quais escolas iam ser encerradas por decisão do governo que diz querer «ajudar» o interior a desenvolver-se!
Como pode uma região desenvolver-se sem pessoas?
Explique senhor Álvaro...
E não se esqueça ... que só por cima do seu cadáver.....então!!!

Poderes para que vos querem....


E, o insólito acontece!!
Toda a Serra da Esgalhada, em Fornos de Algodres, é propriedade privada desde a construção de uma unidade hoteleira de quatro estrelas, o «Palace» Hotel & SPA – Termas de S. Miguel.
Isso mesmo!!
Uma serra inteira propriedade privada.
O assunto agitou a última campanha autárquica e também algumas sessões da nova Assembleia Municipal, mas só muito recentemente os habitantes da vila se deram conta do que está em jogo.
A qualquer momento, o proprietário, o empresário Gumercindo Oliveira, pode vedar o acesso a esta zona verde, bem como ao estádio municipal, sem que ninguém o possa impedir.
ISSO MESMO!!
O empresário tem o registo de propriedade e a respetiva escritura em nome da sociedade Terras Serranas e, se assim entender, pode impedir o acesso público a cerca de 20 mil metros quadrados do que era espaço municipal até há bem pouco tempo, onde há dois campos de futebol, um parque de merendas e percursos pedestres.
Mas há mais, se a empresa vier a ser declarada insolvente, então todo aquele património entraria na massa falida!!
Recordar para os mais distraídos que quem possibilitou que a serra ficasse nas mão do tal empresário, ou seja uma propriedade pública passar para as mãos de um privado, foi o executivo do PSD liderado por José Miranda.
Só que neste país ninguém é julgado por lesar interesses públicos.
Nem que extravase os poderes.
Pois é!!
Foi um acto de pura «incúria» ao «doar», todo aquele património municipal, de mão beijada ao privado.
Falta acrescentar, para se conhecer o real alcance do tamanho de extravasar os poderes, que a câmara detém 15 por cento do capital social da Terras Serranas – Desenvolvimento Turístico e Imobiliário, que foi constituída no âmbito de uma parceria público-privada com Gumercindo Oliveira, que é o sócio maioritário.
Inicialmente, o Palace Hotel & SPA – Termas de S. Miguel tinha um investimento previsto da ordem dos 8,5 milhões de euros, comparticipados em 55 por cento pelo Turismo de Portugal.
A unidade hoteleira dispõe de 146 quartos, spa e piscina aquecida, entre outras valências.
Já agora, dizer que o empresário Gurmecindo Oliveira é dono de hotéis em S. Pedro do Sul (Monte Rio), Penafiel (Termas de S. Vicente), Aguieira (Monte Rio) e Montemuro (Termas do Carvalhal).
Só parceiros interessantes que extravasam, e de que maneira ... os respectivos poderes....
Parcerias público-privadas desde o PS ao PSD+CDS há para TODOS os proveitos e GOSTOS!!
Só que, quem paga é o povo português!!
ARROTA PELINTRA!!

A «vespa»

A Câmara do Sabugal alerta para praga da vespa .... mas dos castanheiros.
Mas afinal o novo carro do presidente da câmara do Sabugal não é um Mercedes?
Esta «vespa» é dos castanheiros.....pois!!!
É que «vespa» foi na década 70, do século passado, um meio de transporte.

Um filme a não perder

Para que serve uma polícia de defesa do «estado»?


Alguém me sabe responder a tal questão?
NINGUÉM.
Um artista plástico morador na Quarteira vai a julgamento por enforcar a bandeira de Portugal. 
Mas Cavaco Silva também era para ir a Tribunal pelo mesmo crime em 2012, mas não chegou a por lá os pés, NEM FOI INCOMODADO PELA POLÍCIA DOS «BONS COSTUMES».
Há dois anos que este processo se arrasta. Élsio Menau,, artista plástico e morador na Quarteira, obteve 18 valores pela obra de arte intitulada “Portugal na Forca” no curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve.
Ao mesmo tempo, também ganhou um processo em tribunal por ultraje à bandeira nacional.
Foi em 2012 que El Menau, foi chamado por carta à PJ. 
Perguntaram-lhe se ele tinha sido o responsável por “enforcar” a bandeira nacional ao que afirmou ter sido, mas na sequência de um projecto artístico. 
Isto bastou para ter um processo.
Tudo isto aconteceu depois dos acontecimentos de 5 de Outubro de 2012 onde Cavaco Silva e António Costa içaram a bandeira nacional ao contrário.
O trabalho artístico esteve exposto numa propriedade privada e também num convento, em Loulé, na Galeria do Convento de Santo António durante dois meses.
Segundo Menau comentou, “o objectivo era passar na disciplina com a maior nota possível e foi o que aconteceu, não era um crime nem era nada contra a pátria”. 
Sobre o processo, o artista comenta ainda que “o processo não tem ponta por onde se pegue” e que “eles não compreendem a arte, porque o papel da arte é também esta não é só chegarem a uma galeria e dizerem que era bonito ou feio, a arte da actualidade já não é bem assim“.
O professor que lhe deu nota 18 vai ser testemunha no processo, bem como alguns amigos do curso.
Este «caso» IDIOTA é revelador da INCOMPETÊNCIA, TACANHEZ de uns «testas de ferro» que não sabem distinguir um triciclo de um foguetão.
POBRES DE ESPÍRITO.
Quando, antes do 25 de Abril de 1974 as aulas da faculdade eram «invadidas» pelos cães raivosos e, indiscriminadamente, eramos levados para a esquadra para sermos identificados, logo uns cães passavam a «pente fino» os nossos livros.
E, a ordem que tinha a matilha era encontrar e apreender tuda e qualquer obra que tivesse o nome de Marx e de Lenine. Tudo o resto podia «passar». Não lhes tinham dito que havia outros autores tão ou mais «malditos» que aqueles.. só que não sabiam, não lhes tinham dito....
PAROLADA QUE AINDA HOJE SE MANTÉM.
É O MESMO QUE DECIDIR SE UMA MANIFESTAÇÃO PODE OU NÃO REALIZAR-SE EM DETERMINADO CONTEXTO.
MAS QUEM É ESTA CANALHA PARA DECIDIR O QUE DEVE E NÃO DEVE SER FEITO e ONDE?
OLHEM PARA ELES....  
Um dia destes, teremos uns quantos «informadores», «lambe-cus», a denunciarem alunos à «polícia dos costumes», sobre posições contrárias às do «regime das maiorias».
PIOR? SÓ SE FOR NA COREIA DO NORTE!!

segunda-feira, junho 23, 2014

Troca de coleiras

O executivo da câmara municipal da Guarda continua a surpreender pela parolada, bacoquismo saloio e pelas lamechices feitas aos poderes das agremiações dirigidas pelos confrades da ordem. A propósito de um dia da «raça», comemorado em terras da Ribeirinha, vai o senhor de «cabra» retribuir a «coleira» que lhe iria ser imposta e aposta em celebração pública, com a atribuição de uma medalha de «ouro» da cidade ao visitante patrício e chefe de esquina. Para o efeito vai de convocar o executivo camarário para que o efeito fosse mais alargado e mais vincado. Vincar e vincular os comensais e outros que tais. O acto tinha um único ponto na ordem de «trabalhos»: «Proposta de Atribuição da Medalha de Ouro da Cidade da Guarda a Sua Excelência o Senhor Presidente da República – Aprovação».
A sessão realizou-se a 5 de Junho numa sala de reuniões ao efeito destinada, que é como «reza» a acta do acto. Iniciou-se, segundo rezam as crónicas do «reino», às quinze horas e quarenta e cinco minutos e terminou pelas dezasseis horas e vinte minutos!!!
Esta exactidão, dos tempos, é a forma de dizer que o «acto» consumou-se em apenas 35 minutos. Exactamente!
Nem mais nem menos….
Trinta e cinco minutos, para dizerem sim, ou talvez, sem interpolações de qualquer ordem e espécie.
O acto é solene …. não se podia exigir mais, nem menos!
Não era ordinário, como tal, quanto mais rápido melhor!
Agora, leia-se com a atenção possível, não se trata de um acto cómico, logo nada de risos nem pateadas.
Solenidade exige-se.
Passe-se ao teor do louvor….. ou seja, à formulação teórica da “Atribuição da Medalha de Ouro da Cidade da Guarda a Sua Excelência o Senhor Presidente da República”
Considerando que Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Aníbal António Cavaco Silva, designou a cidade da Guarda sede em 2014 das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, permitindo-nos acolher na nossa Cidade os mais altos representantes dos poderes executivos, legislativo e judicial, bem como os altos comandos das Forças Armadas e o Corpo Diplomático acreditado em Portugal; 
Considerando que esta soberana decisão é um sinal do empenhamento do Senhor Presidente da Republica em descentralizar este tão importante acontecimento ao interior de Portugal, a que os guardenses, aqui a residir ou na Diáspora, se sentirão orgulhosos, como nunca, pela oportunidade da sua terra ser palco do dia mais importante na nação; 
Considerando que a escolha da nossa Cidade para acolher tão nobres celebrações, dá-nos a oportunidade de catapultar a Guarda para um patamar superior, mostrando ao mundo a nossa natureza franca e hospitaleira, de terra Forte e Fria mas principalmente Formosa, Farta e Fiel;
Considerando que no âmbito das comemorações Sua Excelência o Presidente da República será recebido nos Paços do Concelho, onde decorrerá a Sessão Solene de boas vindas;
Proponho, ao abrigo do capítulo II do Regulamento dos Galardões Municipais em vigor nesta autarquia, que a Câmara Municipal aprove a atribuição da medalha de ouro da Cidade da Guarda a Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Aníbal António Cavaco Silva, que de acordo com o artigo 5° outorga ao agraciado o título de Cidadão Honorário da Guarda.”.
Após os considerandos enunciados, usou da palavra o putativo vereador Igreja que fez a seguinte declaração:
Declaração de Voto
"Atravessamos tempos instáveis. Discutimos diariamente o "estado da nação", criticamos as políticas da maioria, discordamos do modo como chegar ao equilíbrio orçamental, pensamos que a pobreza progride, que o estado social periga. Temos a certeza que o Interior e a Guarda continuam a ser para os poderes o esquecimento e um território quase desnecessário para a Pátria. Quarenta anos de liberdade não foram suficientes para que a política desse conta que um Estado, uma Nação, é um povo e um território. Nós - o Partido Socialista da Guarda - que eu aqui represento não pode, porém, deixar de regozijar-se pela presença na nossa cidade do mais Alto Magistrado da Nação - O Presidente da República. Uma coisa é o discordarmos com algumas das suas tomadas de posição; outra é o significado da sua visita. Uma parte é o considerarmos que poderia ter influenciado mais os poderes executivos na implementação de iniciativas de investimento no interior; outra é a importância da sua presença para projectar a cidade e a região. Não nos revemos no seu percurso político, mas somos amantes da democracia. É nosso dever reconhecer que a escolha da Guarda na Sede das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas na Guarda, nos honra. A Guarda foi um bastião de Portugal. E será. Conceder ao Presidente da República o Titulo de Cidadão Honorário da Guarda só poderá potenciar os seus deveres de lutar pela coesão territorial do país. Pelo exposto somos a favor da atribuição da medalha de ouro da Cidade da Guarda a Sua Excelência o Senhor Presidente da República."

A Câmara deliberou aprovar a proposta, nos seus precisos termos, por unanimidade. 
Esta deliberação foi aprovada em minuta para efeitos de eficácia e executoriedade imediata.
Bravo, Bravíssimo.
Muito Bem.
Diriam os apaniguados do regime do 28 de Maio, se tal acto tivesse acontecido antes do 25 de Abril de 1974.
Mas aconteceu agora, 40 anos depois.
VERGONHOSO.
Atraso civilizacional é o que é….
Os cidadãos não podem nem devem ser assistentes e pagantes de tais salamaleques e frases de punhos de renda de salões do estilo rococó. Um barroco à portuguesa…. com certeza!
Lê-se, no preâmbulo da «coisa», que a Guarda acolheu os mais altos representantes dos poderes executivos, legislativo e judicial, bem como os altos comandos das Forças Armadas e o Corpo Diplomático acreditado em Portugal!!
Espanto dos espantos.
E os restantes cidadãos que pagam duplamente tal cerimonioso ritual não são referidos por que razão?
Não contam?
Só são chamados a pagar as facturas?
HIPÓCRITAS!
Onde é que o senhor de «cabra» foi ler que “a soberana decisão (de realizar na Guarda tal festança) é um sinal do empenhamento do Senhor Presidente da Republica em descentralizar este tão importante acontecimento ao interior de Portugal?
Onde é que se pode retirar tal conclusão?
BACOCOS!
E mais, quem disse a tais «ditongos»  “que os guardenses aqui a residir ou na Diáspora, se sentirão orgulhosos, como nunca, pela oportunidade da sua terra ser palco do dia mais importante na nação”?
Primeiro são uns ignorantes. Já em 1976 se realizaram na Guarda tais Comemorações. Não sabem ou fingem não saber?
Sentir-se-ão orgulhosos como nunca?
Mas que disparate do tamanho da Sé da Guarda.
Orgulhosos sentir-nos-íamos se o concelho, e o distrito, tivessem sido desenvolvidos pelos poderes bem instalados nas comissões coordenadoras, nos diferentes ministérios e secretarias de estado, de que aliás o actual presidente da câmara da Guarda pertenceu. Pertenceu a um governo ditoso e pouco dignificante dirigido pelo mesmíssimo Cavaco actual presidente da República. Pois é….
Orgulhosos?
HIPOCRISIA!
E que dizer desta asinina afirmação: “acolher tão nobres celebrações, dá-nos a oportunidade de catapultar a Guarda para um patamar superior”!
Alguém deu conta da projecção da cidade da Guarda para qualquer ponto do espaço?
PROJECÇÃO? Mas de quê e de quem?
Pois de quem....ENTENDE-SE!!!
Os medalhados que se posicionaram em patamares (rampas de lançamento) para futuros voos espaciais.
O comum dos mortais será sempre o eterno sacrificado e pagante da tramóia provinciana.
Que seja a eminência parda agraciada, louvada e bajulada pelos pares que a mim NADA ME INCOMODA!
Só me incomoda a podridão desta palhaçada e a forma brejeira como se assiste a este triste espectáculo como se de um concerto de música pimba se tratasse.
TRISTE. MUITO TRISTE.
O dia da «raça» já ficou na bruma do tempo….
Ninguém se voltará a lembrar da sua existência, FELIZMENTE!
O dia de Camões merecia outros intervenientes que honrassem o nome dos que pelos seus feitos e obras se vão da lei da morte libertando.
RESPEITO PELO DIA, E POR QUEM O SAIBA HONRAR E NUNCA POR UMA ESCUMALHA QUE LAMBE OS DEDOS SEMPRE QUE O MOLHO DO FRANGO ESCORRE DA BOCA.
Caso contrário continuaremos a assistir a um triste espectáculo dos alunos que realizam exame de Português se regozijarem pelo facto de o autor épico não lhes ter saído na prova.
Como se a obra que glorifica um povo pudesse algum dia ser objecto de tanta tortura e medo.
Medo e tortura fazem estas figuras, cromos repetidos, que fazem com que os Lusíadas sejam tão incompreendidos pelos estudantes de um Portugal que relega os seus heróis.
POBRE PAÍS!!!
Ficou a faltar à comédia a montaria ao javali, em Folgosinho, com tal ilustre personagem ....
Quanto à declaração de voto….. nem uma palavra.
UMA IMBECILIDADE PARA SER ANALISADA.
Os portugueses são imbecis por vocação, devoção ou imposição, disse Miguel Torga.
Só escolher… se souberem, claro!

Imbecilidades e outras coisas....

Embirro solenemente com imbecis.
Os imbecis são uma espécie de lapa que se cola à mente e atrofia o cérebro do ser humano.
Julgam-se, por que ninguém os julga, uns «espertos» com a mania da sobranceria.
Notam-se e fazem-se notar na forma de vestir, normalmente de lenços ao pescoço ou à volta da cintura, na voz grossa, como que falam como com a ginja entalada na maça de Adão....bocejam mais a direito que a torto, gostam de comer «percebes» como quem come tremoços; não sabem comer bolos com creme....besuntam-se e clamam pela tia para lhes dar um guardanapo que se esqueceram do canapé...
Desajeitad@s quanto baste.
Vem tudo a propósito do comentário de uma dama de nome Teresa Leal coelho sobre o CHUMBO do Tribunal Constitucional a 3 normas do orçamento, comentando que "se os juízes do Tribunal Constitucional não aceitam a crítica, não têm condições para exercer o cargo”, repetiu na Guarda que “quem exerce em órgãos de soberania deve estar disponível para o escrutínio”.  Referindo que "quem exerce funções públicas e extravasa as suas competências deve ser punido". Sublinhando que o escrutínio deve ser permanente e se faz no dia-a-dia, a vice-presidente do PSD recusou que as declarações que o primeiro-ministro e dirigentes sociais-democratas têm feito à actuação dos juízes do Tribunal Constitucional representem qualquer tipo de pressão.
A dama foi mais além, quando se referiu ao facto do PSD E CDS terem dado o acordo para alguns dos actuais juizes do Tribunal Constitucional, num acto que considerou, espanto dos espantos, de ludibriados, ou seja enganados.
Finalmente ficámos a saber que os «maiorais» também são susceptíveis de serem ludibriados, ou seja ENGANADOS.
IMBECIS E PALERMAS!! De mais para uma raça apenas!!!
Mas, importa conhecer um pouco esta Teresa que de «leal» em termos de professora de direito deixa muito a desejar e prima por parte de não sei de quem do Coelho.
Quem a ouve pode julgar que a dama é impoluta.
Vamos lá conhecer um pouco, o que interessa da Dona Leal Coelho.
Desde logo, foi a autora do relatório sobre as secretas e onde eram feitas as já muito polémicas referências à maçonaria.
Mas, a Dona não é uma personagem qualquer e tem um historial rico em trapalhadas, estando associada a boa gente (Vale e Azevedo, o tal que quer ser exilado político) que lhe dá um ar mais sério. E tudo isto não tem sido referido nos nossos media.
Vá lá saber-se o porquê....pois então!!
O melhor cartão de visita da agora senhora deputada deve começar com a: despedida do Centro Cultural de Belém e demitida do Benfica, onde foi administradora da SAD com o respeitável Vale e Azevedo.
Ou se o leitor preferir o modelo tradicional de apresentação: Constitucionalista, investigadora residente do Instituto de Defesa Nacional (onde agora toda a gente pode ser investigador, incluindo Vasco Rato), professora da Universidade Lusíada e deputada eleita como nº 2 da lista do Porto (que tinha à cabeça Aguiar Branco) e foi uma escolha directa de Passos Coelho, com quem fundou o movimento “Pensar Portugal”. Escolha que causou “perplexidade” no PDS-Norte.
Poucos se recordam de, no tempo em que Vale e Azevedo era presidente do Benfica, Teresa Leal Coelho ser administradora da SAD. Viria a ser demitida por Manuel Vilarinho quando se recusou a deixar voluntariamente o tacho.



Favoreceu amigos no CCB, mas é “inocente”, apesar de condenada duas vezes
Voluntária também não foi a polémica saída do CCB, depois de na altura da campanha intercalar para a câmara de Lisboa, em 2007, ter sido acusada de favorecer amigos em contratos com o CCB, em particular Emídio Rangel, com quem teria na altura uma relação, e a produtora UAU.
Nas palavras do então presidente do Conselho de Administração do CCB, Fraústo da Silva, Teresa Coelho ter-se-á “enrolado numa trapalhada que envolveu outras organizações que não o CCB, usando materiais nossos, que consubstanciaram um abuso de funções e uma utilização abusiva do nome da instituição”.
Extravasou competências?? Claro que não.....
A versão de Teresa Coelho é outra e, em si mesma, uma trapalhada.
Disse na altura a agora senhora deputada que foi “vítima de um processo de saneamento político” e só não conseguiu provar que estava inocente por a sentença do seu julgamento ter vícios de “obscuridade” e “falta de transparência”.  “Foi repetido, mas voltei a perder com a mesma juíza. Não recorri dentro do prazo e o caso fico arrumado”.
Ora cá está a Dona a extravasar os seus poderes....ora pois então...
“Falta de transparência” é um conceito que Teresa Leal Coelho muito usou agora a propósito do caso das secretas. Ou seja, para ela em tudo há falta de transparência.
É como o brandy Constantino. A fama já vem de longe.
E, coisa de espantar. Uma pessoa, ainda para mais licenciada em direito, é acusada de favorecer amigos e não só tem o azar de perder duas vezes com a mesma juíza, como ainda deixa passar o prazo de um recurso… Algo que se entende à luz de ter tirado a licenciatura na Universidade Livre… Mas podia ao menos ter aprendido alguma coisa com Vale e Azevedo, grande especialista em recursos e outros expedientes…
Vale e Azevedo podia ter-lhe ensinado mais ou a dama julgava que já sabia de tudo ...


Membro ilustre da família PSD onde foi alto quadro dirigente no tempo de Cavaco, Vale e Azevedo viu-se na contingência de sair do partido e rumar ao trono encarnado quando, recorrendo aos dotes que lhe são já conhecidos, tomou para si a verba da venda da quinta da Ribafria (propriedade do partido, paga com dinheiro alemão para lá ser criada uma escola para formar quadros-dirigentes do partido ).
Vale e Azevedo , ligado ao PSD, tinha uma procuração para vender a quinta, mas na tentativa de venda,  aplicou numa offshore 1,5 milhões de euros dos empresários Cesinando Guerreiro e José Rufino, que ficaram a arder com o dinheiro.
No PSD ficaram intactas as boas relações e, prova pública disso mesmo, entregaria ao militante nº1 do partido, Pinto Balsemão, os direitos de transmissão dos jogos do Benfica, que não tinha por direito entregar, como se viria a provar mais tarde.
Ou seja, é muito séria esta senhora deputada e amiga de gente também muito séria. 
Pena é ser sempre perseguida pela “falta de transparência” e de se esquecer.... dos prazos de reclamação.
De TODA esta trapalhada uma coisa é certa. Os membros da «confraria» são gente de muita pouca confiança, e com a falta de transparência sempre, mas sempre, a acompanhá-los

A Minha Música

Radiohead


Os DIREITOS DOS TRABALHADORES COISAS DE ARQUEÓLOGOS

A visualização desta conferência de Eduardo Galeago TALVEZ explique a muitos, os verdadeiros interesses do capitalismo actual.
SERÁ QUE PERCEBEM?
NÃO ACREDITO.
Claro que não é destinada a COCHINOS, BURROS E ACÉFALOS.
NUNCA PERCEBERÃO NADA!!!
PARA TI QUE ENTENDES, QUE ÉS INTELIGENTE, DEVES OUVIR E VER A CONFERÊNCIA.
OS OUTROS PERTENCEM À IDADE DOS MAMUTES.
NUNCA IRÃO PERCEBER A TEORIA DO DARWIN - A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIES!
SE NUNCA EVOLUÍRAM, COMO A PODEM ENTENDER?


domingo, junho 22, 2014

E o combate ainda agora começou....


Depois de certas concelhias e distritais do PS terem dado o dito por não dito, ou seja apoiavam o A. Seguro e agora mudaram-se para o A. Costa.
Eis que, para animar a festa....a presidente da agremiação, Maria de Belém Roseira, RECUSOU O PEDIDO DE A. COSTA PARA A REALIZAÇÃO DE DIRECTAS E DE UM CONGRESSO PARA ESCOLHER O SECRETÁRIO.
Indeferido o requerimento de A. Costa a «festa» vai ser de arromba...
Já começaram os tiros e facadas em várias concelhias e distritais do PS, com esta posição de Maria de Belém as coisas vão piorar e de que maneira ...
Qual a semelhança entre tudo o que se passa no PS e o que se passa na Liga de Clubes?
Aparentemente, NADA!!!
Mas há muitas semelhanças....ora pensem lá!!!

O AMOR

Um hino ao AMOR.
MARAVILHOSO!
PARTILHA E PENSA NAS PALAVRAS!

sábado, junho 21, 2014

A economia é fácil

Qualquer aluno do 9.º ano, minimamente conhecedor das «coisas» da matemática sabe e compreende a resolução gráfica de uma equação do 2.º grau.
Mais, um aluno mediano, ao nível da compreensão dos conteúdos programáticos da matemática  do 9.º ano, conhece e entende o significado de uma parábola. Pode, eventualmente, não conhecer a chamada curva de Faffer.
Mas, se lhe for apresentado o gráfico facilmente perceberá o significado de tal lei.
SIMPLES.

A parábola que tem a concavidade voltada para baixo, sendo que o a é negativo e, inicia-se num intervalo crescente até atingir um ponto máximo que se designa, em economia, por ponto de equilíbrio.
Qualquer aluno mediano do 9.º ano sabe explicar que à medida que aumentam os impostos  (Tax Rates) aumenta a receita fiscal (Revenue) (intervalo definido na parábola com o ramo crescente do gráfico).
Só que depois de se atingir o chamado ponto de equilíbrio o ramo da parábola inicia um movimento decrescente, ou seja, em termos das NOSSAS VIDAS à medida que os impostos AUMENTAM, AS RECEITAS FISCAIS DIMINUEM.
FÁCIL DE ENTENDER.
PARA TI NÃO COCHINO. NÃO SABES MULTIPLICAR NEM DIVIDIR, SÓ SABES SOMAR ( ou será sumar, na linguagem de cão raivoso?).
Esta é a MENTIRA que uns parolos querem fazer-nos acreditar, como sejam os Coelhos & Portas e, que é facilmente provada da sua falácia. 
PERCEBES AGORA A NECESSIDADE DE APRENDERES MATEMÁTICA? Pois é....
APRENDER MATEMÁTICA E AS OUTRAS DISCIPLINAS DE UMA FORMA CRÍTICA.  
Desse modo, um bando de aldrabões NUNCA, MAS NUNCA te enganariam.
Os aldrabões do governo querem fazer-nos acreditar, até mais não, com ar arrogante e sabichão, que “se não diminuírem os salários e pensões e se não aumentarem os impostos, aonde é que se arranja dinheiro para cumprir com as metas do défice?”
Pois, só que os aldrabões querem fazer crer que não conhecemos a curva de Laffer e pior que não sabemos interpretar uma parábola. 
CHAMAM-NOS BURROS.
Só que TU, que podes ser TUDO, MAS NÃO ÉS TOLO E MUITO MENOS BURRO, sabes que os portugueses, que pagam impostos e TRABALHAM, já há muito que passaram o “ponto de equilíbrio". 
Também SABES que tal significa que se diminuirmos a austeridade e os impostos, especialmente aqueles que têm mais impacto na Procura, teremos uma maior receita fiscal. 
Claro que para aqueles que tiraram os "diplomas" em certas “universidades” muito difícil se torna compreenderem tal coisa, aparentemente paradoxal. 
Basta portanto ao governo “deixar de escavar” no buraco da austeridade para haver crescimento económico.
O que nos leva a uma outra questão. 
Não é o crescimento económico o primeiro objectivo do governo porque se o fosse desde há muito que ele teria parado com a austeridade dado os maus resultados económicos sucessivamente obtidos, ano após ano. 
Passos, Portas e Cavaco & C.ª não são assim tão estúpidos ao ponto de não terem compreendido uma evidência destas.
Não, o governo e os seus apoiantes estão mais interessados, isso sim, em liquidar o estado social independentemente das consequências económicas daí decorrentes. 
Buscam uma alteração do modelo social e económico do país, buscam um novo modelo económico e social decorrente das doutrinas de Friedman e Hayek. Faz uma pesquisa no Google e logo descobrirás as teorias destes economistas. Muito fácil de entender. 
É isto que o governo verdadeiramente busca em primeiro lugar com as suas políticas - ACABAR COM O ESTADO SOCIAL. 
Tão só. 
O resto é conversa da TRETA E DA TETA para alguns mamarem e bem.

LUCIDEZ

Será assim tão difícil perceber a mensagem de Eduardo Galeano?
Mas afinal o que é que não se percebe?
Ouçam uma, duas, três ou as vezes que quiserem.
MAS OUÇAM E PRINCIPALMENTE COM ATENÇÃO!
A APRENDIZAGEM DA VIDA E, ACIMA DE TUDO A RAZÃO DA NOSSA EXISTÊNCIA COMO OS ÚNICOS SERES VIVOS CAPAZES DE APRENDEREM, PASSA PELA FORMA COMO OUVIMOS, LEMOS E VEMOS OS PROBLEMAS DE UMA SOCIEDADE ACTUAL.
POR FAVOR, OUÇAM E CRITIQUEM!
A ADVERTÊNCIA DE QUE O PENSAMENTO DE GALEANO, FAZ BEM À TUA VIDA!!

O FIM ANUNCIADO


O que TODOS já sabiam e poucos admitiam: 
O FIM DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE.
QUEM TEM DINHEIRO TEM SAÚDE!
QUEM NÃO TEM DINHEIRO MORRE SEM QUALQUER ASSISTÊNCIA.
Aumentam a cada dia o número dos que FOGEM DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE ASSISTÊNCIA, COMO POR EXEMPLO ADSE, PARA IREM PARA OS SERVIÇOS PRIVADOS DAS SEGURADORAS E OUTRAS EMPRESAS.
Quando um partido se diz defensor do Serviço Nacional de Saúde aos 7 ventos e .....tem um dirigente local que VENDE CLÍNICA PRIVADA, então está TUDO DITO.
SÓ TANGAS E ALDRABICES!
HIPOCRISIA.

sexta-feira, junho 20, 2014

Ponto de vista

O 10 de Junho comemorado aqui na Guarda deu nas vistas, mas não apenas pelas razões que todos julgam. Com efeito, o colapso vagal de Cavaco Silva não foi a única coisa que aconteceu.
Uma notícia do jornal Público, emitida pouco antes das 11h do próprio dia 10 de Junho, informou que os seguranças de Cavaco Silva impediram qualquer aproximação e mandaram mesmo apagar as fotografias a alguns fotógrafos que estavam mais perto do local onde o Presidente foi assistido. Ainda de acordo com a mesma notícia, alguns minutos depois, ainda Cavaco Silva estava a receber assistência, os seguranças obrigaram todos os jornalistas, que inicialmente se encontravam do lado direito da tribuna principal – e por isso mais perto do Presidente – a deslocar-se para o lado mais afastado, situado para lá de duas tribunas de convidados, por ser um espaço sem qualquer acesso visual à zona.
Os jornalistas e fotógrafos só foram autorizados a regressar ao local que lhes havia sido inicialmente destinado quando o chefe de Estado já tinha recomeçado o discurso.
Conseguiu-se entretanto saber-se quem tinha sido o repórter a quem foi pedido para apagar uma foto. É um repórter de imagem que trabalha para um semanário local. Esse repórter relatou como dois seguranças de Cavaco Silva o obrigaram a apagar uma fotografia que efetuara, “porque não queriam que houvesse registo”, disseram. O jornalista confessou que a fotografia não tinha qualidade para fazer uma capa de jornal e que por essa razão a apagou sem resistir.
Este relato foi confirmado por outras fontes no local, que se referiram a uma voz de comando bem audível que ordenou aos jornalistas que apagassem as fotografias. Ficou-se também a saber mais tarde que foi também na altura ativado um inibidor de telemóveis.
Ora, num estado de direito democrático é impensável que uma autoridade exija a quem quer que seja, e por maioria de razão a jornalistas e a fotógrafos profissionais, que apaguem uma foto ou que se afastem de um local público onde acontece uma notícia, a não ser em caso de perigo para si mesmos, situação que não se colocou. Aliás, a legislação em vigor prevê até uma pena de prisão até 1 ano a quem apreender ou danificar quaisquer materiais necessários ao exercício da actividade jornalística ou impedir a entrada ou permanência em locais públicos para fins de cobertura informativa, pena que é agravada para até 2 anos no caso de o infrator ser agente ou funcionário do Estado.
A presidência da República, perante este autêntico colapso da democracia, limitou-se a “não confirmar” a situação de bloqueio à informação que foi presenciada por várias pessoas.
Estes tiques censórios, à base da inibição de telemóveis, apagamento ilegal de fotos e deslocação forçada de jornalistas, são próprios de quem viveu o Estado Novo e agora tem saudades. A classe política que nas últimas décadas conduziu o país ao desastre, de que Cavaco Silva é afinal um dos principais expoentes, convive mal com realidades que não controla. Os jornalistas servem sobretudo para propaganda e para notícias que convenham. Quando por qualquer razão ameaçam ser incómodos, passam a ser uma praga que convém fumigar. Se a circunstância o propiciar, como parece ter sido o caso por as pessoas estarem sobretudo centradas ao colapso do presidente, vêm imediatamente ao de cima os fantasmas da democratura, que é aquela coisa criada para convencer os otários de que vivemos em democracia profunda e que as instituições são verdadeiramente transparentes, isentas e promotoras da verdade.

A saudade é a memória do coração. Por isso cada um tem aquela que pode, com colapsos ou sem eles. Eu, face ao que se passou, confesso que apesar de ter coração já não tenho saudade nenhuma da passagem de Cavaco pela cidade. Vá-se lá saber porquê. 
Tenham um muito bom dia.

(Crónica na rádio F - 16 de Junho 2014)

quinta-feira, junho 19, 2014

Gostei de ler


"E viva a UGT!

Percebem agora o ataque descabelado, assim do nada, do secretário-geral da UGT, Carlos Silva, à CGTP?
Havia que criar uma manobra de diversão para desviar as atenções do que realmente importa e o que realmente importa é o papel, activo e cúmplice, da UGT neste «Relatório do Centro de Estudos Sociais [que] quantifica a "transferência de riqueza" dos trabalhadores para as empresas promovida pela última revisão do Código do Trabalho como idêntica à que se pretendia obter com a alteração da TSU» e para que um salário médio tenha sofrido «cortes anuais de 400 euros só com as alterações às leis laborais»; da UGT de João Proença, com saída directa para o Secretariado Nacional do PS onde, sem um pingo de vergonha, não se coíbe de aparecer nas televisões a criticar a política económica e laboral da maioria PSD/ CDS, o Secretariado Nacional do PS de António José Seguro que na outra frente de batalha, a parlamentar, aumenta ainda mais os lucros aos patrões e accionistas por via do voto favorável à "reforma do IRC"; da UGT de Carlos Silva que agora se prepara para dar a machadada final, perdão, para fechar o ciclo, com o "SIM" à "reforma" daquilo que ainda resta na protecção dos trabalhadores contra a rigidez patronal: a contratação colectiva.
 
O reverso é que o canibal Carlos Silva, diligente no seu papel de mordomo das empresas e corporações, ao acusar a CGTP de autofagia e de acenar com o papão do PCP aos gritos de "vem aí o comunismo!" esquece-se do óbvio e o óbvio é que o cidadão comum olha para os papéis desempenhados pela CGTP e pela UGT na revisão do Código do Trabalho e da contratação colectiva, olha para João Proença nas suas novas funções, olha para a perda de rendimentos, regalias e direitos, olha para o PS de António José Seguro a votar favoravelmente a "reforma" do IRC e, malgrado o Estaline oculto por detrás do símbolo da CDU no boletim de voto, faz a opção. Melhor propaganda para o PCP não podia haver.
E Viva a UGT!"
 
Esta UGT é cada vez mais o capacho dos poderes instalados.
Desde a sua criação, com o objectivo de assinar acordos, atraiçoando os trabalhadores que diziam defender, até aos fundos comunitários que DESAPARECERAM MISTERIOSAMENTE, que eram suposto servirem para acções de formação, tem sido a bengala para os parasitas sociais.
O ROUBO DO COSTUME!!!
E, QUANTO A TRAIÇÕES ...... AINDA HÁ MUITO PARA CONTAR PARA CERTOS PORCOS....
VIRAR FRANGOS NO ESPETO DEU-LHES DIREITO A SEREM PRESIDENTES, COMISSÁRIOS E CHEFINHOS DE GRUPELHOS BACOCOS.
ATÉ QUANDO?