segunda-feira, outubro 28, 2013

Mas que exigência?

Nuno Crato anunciou, esta tarde, dia 28 de Outubro, da graça do senhor dos «Passos», no Parlamento que o Governo vai tornar obrigatórias provas de matemática e português no acesso à licenciatura em educação básica.

O governante diz ainda que é uma questão de exigência e qualidade do ensino.
Mas agora é que fala de exigência???
E eu a pensar que as exigências eram as habituais notas de 10 (mínimo) para se entrar em qualquer Universidade ou Politécnico....
Já agora, Crato não disse o que se vai «passar» com os alunos(??) do ensino profissional...
Era bom esclarecer...
Ou será que para esses não há exigências....nem exames como até aqui??
ENTENDIDO.....
Cochino entendes? Já sabia que não....és um cochino enxertado em corno de cabra. 

JÁ TODOS SABEM, SÓ TU NÃO VÊS?

Leitura sem coleira

Gostei de ler por isso partilho.

Alberto Pinto Nogueira: Procurador-Geral Adjunto
A República vive da mendicidade. É crónico. Alexandre de Gusmão, filósofo, diplomata e conselheiro de D. João V, acentuava que, depois de D. Manuel, o país era sustentado por estrangeiros.
Era o Séc. XVIII. A monarquia reinava com sumptuosidades, luxos e luxúrias.
A rondar o Séc. XX, Antero de Quental, poeta e filósofo, acordava em que Portugal se desmoronava desde o Séc. XVII. Era pedinte do exterior.
A Corte, sempre a sacar os cofres públicos, ia metendo vales para nutrir nobrezas, caçadas, festanças e por aí fora….
Uma vez mais, entrou em bancarrota. Declarou falência em 1892.
A I República herdou uma terra falida. Incumbiu-se de se autodestruir. Com lutas fratricidas e partidárias. Em muito poucos anos, desbaratou os grandes princípios democráticos e republicanos que a inspiraram. 
O período posterior, de autoritarismo, traduziu uma razia deletéria sobre a Nação. Geriu a coisa pública por e a favor de elites com um só pensamento: o Estado sou eu. Retrocedia-se ao poder absoluto. A pobreza e miséria dissimulavam-se no Fado, Futebol e Fátima.
As liberdades públicas foram extintas. O Pensamento foi abolido. Triturado.
O Povo sofria a repressão e a guerra. O governo durou 40 anos! Com votos de vivos e de mortos.
A II República recuperou os princípios fundamentais de 1910, massacrados em 1928.
Superou muitos percalços, abusos e algumas atrocidades.
Acreditou-se em 1974, com o reforço constitucional de 1976, que se faria Justiça ao Povo.
Ingenuidade, logro e engano.
Os partidos políticos logo capturaram o Estado, as autarquias, as empresas públicas.
Nada aprenderam com a História. Ignoram-na. Desprezam-na.
Penhoraram a Nação. Com desvarios e desmandos. Obras faraónicas, estádios de futebol, auto-estradas pleonásticas, institutos públicos sobrepostos e inúteis, fundações público-privadas param gáudio de senadores, cartões de crédito de plafond ilimitado, etc. Delírio, esquizofrenia esbanjadora.
O país faliu de novo em 1983. Reincidiu em 2011.         
O governo arrasa tudo. Governa para a troika e obscuros mercados. Sustenta bancos. Outros negócios escuros. São o seu catecismo ideológico e político.
Ao seu Povo reservou a austeridade. Só impostos e rombos nas reformas.
As palavras "Povo” e “Cidadão” foram exterminadas do seu léxico.
Há direitos e contratos com bancos, swaps, parcerias. Sacrossantos.
Outros, (com trabalhadores e velhos) mais que estabelecidos há dezenas de anos, cobertos pela Constituição e pela Lei, se lhe não servem propósitos, o governo inconstitucionaliza aquela e ilegaliza esta. Leis vigentes são as que, a cada momento, acaricia. Hoje umas, amanhã outras sobre a mesma matéria. Revoga as primeiras, cozinha as segundas a seu agrado e bel- prazer.
É um fora de lei.
Renegava a Constituição da República que jurou cumprir. Em 2011, encomendou a um ex-banqueiro a sua revisão. Hoje, absolve-a mas condena os juízes que, sem senso, a não interpretam a seu jeito!!!
Os empregados da troika mandam serrar as reformas e pensões. O servo cumpre.
Mete a faca na broa dos velhos.
Hoje 10, amanhã 15, depois 20%.
Até à côdea. Velhos são velhos. Desossem-se. Já estão descarnados. Em 2014, de corte em corte (ou de facada em facada?), organizará e subsidiará, com o Orçamento do Estado, o seu funeral colectivo.
De que serviu aos velhos o governo? E seu memorando?

domingo, outubro 27, 2013

E ainda não chegou o ...GUIÃO

Sem que o Guião do Portas tenha dado à luz do dia, isto é, sem que os cidadãos portugueses o conheçam e....já se prometem ROUBOS EM CIMA DE ROUBOS.
Isto é uma selvajaria.
Bárbaros e porcos!!!


Cavaco dorme em cima das acções do BPN......melhor do dinheiro amealhado com a venda das mesmas....
Dorme Silva.....e sonha com o que te espera, o paraíso na quinta da «coelha»!!!!


A Fraude do sistema monetário

A-Fraude-do-Sistema-Monetario-Versao-Integral , de leitura obrigatória.
LEITURA OBRIGATÓRIA....
Já percebes a razão pela qual o sistema bancário e monetário não paga os impostos que um cidadão paga?

É a agiotagem, estúpido!!!

sábado, outubro 26, 2013

Hoje é sábado.....


Música eterna!
Não somos nós que gostamos da música, é ela que gosta ou não de nós!!!
Hoje que tanto nos esquecemos das nossas raízes culturais ancestrais...lembrar que somos um POVO moldado por por tantas e tantas culturas....
Por isso SOMOS MUITO DIFERENTES!!!
COM ORGULHO, apesar de alguns incultos não saberem do que se fala!!

quinta-feira, outubro 24, 2013

Os bastardos ROUBAM....


Austeridade? 
Cortes na despesa? 
O Gabinete de Paulo Portas foi criado este ano, com sede nas Laranjeiras, em Lisboa. 
Mas, conseguiu ter 8 motoristas para 18 funcionários.
Entre Secretários Pessoais, Assistentes Especialistas, Chefes e Adjuntos, no total, excluindo os motoristas, o Gabinete de Paulo Portas, Vice-Primeiro Ministro, tem 18 funcionários
Os motoristas são 8: 4 para o Gabinete do Vice-Primeiro Ministro, 2 para o Gabinete do Secretário de Estado Adjunto do Vice-Primeiro Ministro e 2 par ao Gabinete da Subsecretária de Estado Adjunta do Vice-Primeiro Ministro.

Dos 8 motoristas, todos recebem mais de 1800EUR sem descontos. 
Contas feitas, os motoristas do Gabinete de Paulo Portas custam às contas do estado 178 046,88EUR.
Já o Gabinete de Passos Coelho tem 11 motoristas.
O total de funcionários, excluindo os motoristas, é de 51, ou seja, um rácio mais equilibrado entre funcionários e motoristas do que o Gabinete de Paulo Portas.
Por mês, o Gabinete do Primeiro Ministro gasta 20 513,58EUR em motoristas, sendo a soma anual de 246 162,96EUR.
Feitas as contas, o Primeiro Ministro e o Vice Primeiro Ministro têm no total despesas em motoristas e apenas com pessoal de 424.209,84EUR.
Caso queira consultar os gastos com pessoal dos outros ministérios,  pode consulta-los na página do Governo.
AUSTERIDADE???
PARA OUTROS SÓ LUXO!!!
A DECADENTE SOCIEDADE.....

Ou te portas bem....ou então......


Foi no que se traduziu a laracha de um Coelho no debate quinzenal na AR.
Aguenta, ou então terás vida ainda mais difícil.....

Pois é....cada FdP


Para destinatários conhecidos e.....apodrecidos!!

quarta-feira, outubro 23, 2013

SÓ ISSO?

Mas o senhor dos «algarves» é só isso???
Se tivesse votado nesse parolo, que só sabe para que serve uma gravata, desde o momento que ascendeu à liderança da capoeira, sentir-me-ia um asno.
Cultive-se e aprenda.....seu INCULTO!!!! 
Traidor é POUCO, MUITO POUCO!!!!
Um povo que se deixa representar por tal figura, é um bando de indigentes.

O ASSALTO


Quando o país está na miséria.
Quando um povo não tem pão para comer, devido ao assalto aos ordenados, pensões e outros subsídios.
Quando um povo se vê desprovido de TODO E QUALQUER APOIO SOCIAL.
Quando a idade da reforma aumenta, aumenta ....aumenta até ao dia de se morrer no trabalho.
Quando os agiotas ganham fortunas à custa da miséria alheia.
Quando os prestamistas vão enchendo a bolsa.
Quando os seguros vão fazendo o seu ROUBO com a prestação de serviços que deviam pertencer ao Estado.
Quando HÁ FOME, MISÉRIA, DESESPERO E SE MORRE SEM FALTA DOS CUIDADOS PRIMÁRIOS DE SAÚDE!!!
QUANDO A EDUCAÇÃO E A CULTURA SÃO CONSIDERADOS LUXOS PARA ALGUNS....
Eis que um bando de assassinos, cobardes, ladrões e aldrabões....
Aumentam despesas com ministros, secretários e restantes ladrões....
TUDO COM A CONVENIÊNCIA DO "PAIZINHO" CAVACO...
O DESCALABRO DA VIDA DE UM POVO É O LIMITE.
CAMBADA DE ASSASSINOS!!!
O NOVO HOLOCAUSTO ESTÁ EM MARCHA...
Só falta a noite das facas longas....
CHEGARÁ...NÃO TENHAM DÚVIDAS!!!

terça-feira, outubro 22, 2013

Uma lição de DIREITO

Uma lição de direito a uns bacocos e parolos que julgam saber tudo e, não sabem nada...
SÓ ROUBAR O TRABALHADOR!!!
ROUBAR PARA UMA ESTRADA DA PATAGÓNIA, SEUS PULHAS!!!!
Um verdadeiro serviço público!!!

Onde pode chegar a CRETINICE


A estupidez fundamentalista dos paladinos do aborto ortográfico em todo o seu esplendor.
"Otávio", a sério? 
Estas televisões PIMBA que arrasam a língua portuguesa deviam pagar imposto pela CRETINICE!!!
Estúpida SIC que embrutece e lambe o cu à TV Globo, a troco de uns euros, para pagar ordenados principescos.
Desta forma se verifica quão forte é o domínio económico sobre todos os outros domínios, nomeadamente, sobre a cultura linguística de um povo.
Vão cavar terra seus porcos.
Voltámos ao tempo em que cultura era apenas e tão só a cultura do milho!!!

Crónica na rádio F

Um recente relatório da representação da Comissão Europeia em Portugal, afirmando que «esta não é a altura certa para o Tribunal Constitucional se envolver em ativismos políticos», deveria fazer-nos refletir, a todos, sobre a situação a que chegou a democracia em Portugal.
Com efeito, este relatório, que escapou cirurgicamente para a comunicação social como que por dotes de magia, foi ao ponto de considerar que «o espaço de manobra do Executivo está a ficar cada vez mais reduzido com as decisões negativas do Tribunal Constitucional» e que este órgão de soberania «pode ser visto com uma real força de bloqueio, com influência direta na política orçamental do Governo».
Convém não esquecer que já Durão Barroso, presidente da mesmíssima Comissão Europeia e personagem conhecida não propriamente pelos seus dotes culinários, havia afirmado, sem esclarecer se o mesmo seria ou não de cherne, que «se o Tribunal Constitucional vier a chumbar o orçamento de 2014, teremos o caldo entornado».
Ou que Vítor Bento, conselheiro de estado recentemente o nomeado por Cavaco Silva, afirmou que «um chumbo do TC a algumas das medidas do orçamento pode levar a uma crise financeira e social de grandes dimensões». Não falou Cavaco, mas falou alguém por ele.
Se recordarmos que o próprio Passos Coelho não se eximiu a tecer considerações sobre as decisões do TC e que tudo isto começou com uma afirmação de Paulo Portas, considerando que não passamos atualmente de um "protetorado", percebemos facilmente que está em marcha uma estratégia para convencer os portugueses de que devem aceitar pacificamente todas as malfeitorias que uma certa e minoritária visão ideológica da sociedade pretende impor-lhes à margem da Constituição.
Ora, esta estratégia visa dois objetivos: o primeiro consiste em pressionar o TC a não exercer adequadamente o seu escrutínio sobre um orçamento em que nem sequer o governo acredita. O segundo visa a transferência da culpa, isto é, convencer-nos de que, a existir um segundo resgate, como acredito que vai existir, a culpa não é do governo mas tão só de outros. No caso em apreço, o TC serve às mil maravilhas como bode expiatório. Só falta defender que o melhor é mesmo acabar com o TC ou, já agora, com a própria Constituição. Ou com a democracia.
Ora, o país pode ter atingido a degradação máxima nas suas condições económicas e sociais. Pode ter batido no fundo ao nível da baixeza ética e moral a que chegou. Pode ser governado por gente que em vez do tronco direito e cabeça bem levantada prefere a posição de cócoras. Mas a perda de soberania que o resgate arrastou não justifica a perda de dignidade.
Esta estratégia profundamente errada trouxe-me inevitavelmente à memória as histórias de quadradinhos da minha infância, nas quais o maior sonho do vilão, ou dos vilões, era sempre o de que não existisse lei.
Recordam-se, por exemplo, dos famosos irmãos Dalton? O problema é que, ao tentar encaixar nesse tipo de histórias os cowboys que hoje nos governam, não consigo imaginá-los como Lucky Luke`s. Sou forçado a admitir– pelo menos em termos democráticos – que lhes assenta bem melhor o papel de reles vilões. Assim mesmo.
Passos Coelho faz-me lembrar o irmão Joe, o mais alto. Durão Barroso dá mais com o ar do irmão Jack. Vitor Bento confunde-se com o irmão William. E Paulo Portas assenta que nem uma luva no irmão Averell. Cavaco, para rematar, só pode ser a mamã Dalton! Quanto à ministra das finanças, começo a suspeitar que se julga uma espécie de Calamity Jane, com a diferença de no farwest em que vivemos não acertar uma p`rà caixa.

O ridículo, em política, não é tentarem convencer-nos do impossível. É acreditarem nisso. Esta gente, em vez de se adaptar à Constituição, quer que a Constituição se adapte a eles. Dá para perceber por que é que alguém, falando da tolice, dizia que a estupidez insiste sempre! 
Tenham um bom dia e boa semana.

Jorge Noutel - 21/10/2013

domingo, outubro 20, 2013

Baixo nível

Há personagens que não merecem referência a nada.
Tudo o que deitam fora é apenas adjectivação sobre terceiros, ressentimento balofo, passa-culpas, INCOMPETENTES e tudo mais de escabroso que, francamente, enoja....
Iguais a eles próprios.

NOJENTOS EM DEMASIA PARA SEREM REAIS....

ESTRUME A FERMENTAR!!!!

E a procissão chegou ao adro da capela


No dia 19 de Setembro de 2010 tomou posse a vereação e a Assembleia Municipal da Guarda, agora com as cores do laranja e azul....em maioria!!!
Ficou-se a saber, entre outras coisas, que Carlos Condesso, ex-vereador da Câmara de Figueira de Castelo Rodrigo, vai ser o chefe de gabinete do novo presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro.
Ou seja, apeado do cargo o senhor Edmundo Ribeiro, do PSD, havia que arranjar lugar para os desempregados da câmara.
Vai daí Carlos Condesso é repescado por Amaro para a câmara da Guarda...
A começar bem o senhor de «cabra», perdão Ribamondego, actualmente!!!!
Mas há mais.....
Cecília Amaro, que era a número seis da lista da coligação PSD/CDS, à câmara da Guarda, deverá ser a adjunta/secretária do novo autarca Álvaro Amaro!!!
O apelido igual é só para confundir ou ...para rimar???
Tachos & TACHOS a distribuir.....entra irmãos e irmãs da confraria.....
É a dança das cadeiras, ESTÚPIDO!!!!

Outro FdP


Quando fui estudar para a Universidade do Porto, Faculdade de Economia, habituei-me a frequentar dos mais genuínos e enriquecedores locais da cidade.
Num tempo em que cultura era sinónimo de nacionalismo populista, encontrei no grupo de teatro do Seiva Trupe um espaço de conhecimento e de aprendizagem.
Ainda por cima com a «oficina» no Campo Alegre, bem junto à praça dos leões, ao «piolho» e à universidade.
Hoje, ficou-se a saber que um FdP, dos muitos que por aí pululam, no meio do estrume, decidiu, sabe-se lá por que razão, desocupar a companhia de teatro Seiva Trupe, que ocupa as instalações do Teatro do Campo Alegre, no Porto há cerca de 15 anos.
Isso mesmo!!!
Sem apelo nem agravo.
O grupo de teatro foi alvo de uma acção de despejo por parte da Câmara Municipal do Porto, durante a madrugada(??) de quinta-feira. 
A ordem de despejo foi assinada pelo próprio Rui Rio, presidente da autarquia até à próxima terça-feira, baseia-se "na falta do pagamento das prestações devidas, no âmbito do contrato de cedência das instalações do Teatro Campo Alegre".
O despacho acentua que, "nos termos contratuais, a falta de pagamento de uma prestação implicava o vencimento de todas as prestações vencidas e a imediata resolução do contrato", ao mesmo tempo que refere que a direcção da Seiva Trupe "foi regularmente notificada da resolução do contrato e da obrigação de desocupação e entrega de todos os espaços cedidos até 15 de Outubro".
Nesse sentido, acrescenta-se que o contrato "se encontra definitivamente incumprido e resolvido", o que levou a determinar-se "a desocupação coerciva das instalações do referido teatro, que é propriedade do Município do Porto".
A Seiva Trupe é uma Companhia de Teatro Portuguesa com mais de 40 anos de intervenção artística e cultural na região. O seu papel foi inúmeras vezes reconhecido pelo público, pela crítica e por entidades diversas, sendo Entidade de Utilidade Pública há 20 anos e tendo recebido em 2010 pelo Presidente da República o Grau de Membro Honorário da Ordem de Mérito."
Mesmo antes de se ir embora tinha de vomitar, mais uma vez, o seu ódio pela cultura independente e por todos os que tentam fazer algo que não seja controlado pelo sistema. Rui Rio.
O «tal» que muitos consideram como a grande reserva moral do PSD!!!
RESERVA??? E MORAL???
Pois, entendido.....
O tal «reserva» tinha de acabar o seu mandato como começou a ser um grande FdP.
Mas, pela simples razão que não estou para sustentar parasitas, de forma clara, digamos que FdP é...o que quiserem que seja!!!
Por mim ....e tal como o outro....um Filho do Porto!!!
Para já.....depois se verá!!!
Depois da reserva moral...claro. 


sexta-feira, outubro 18, 2013

MUNDO CÃO


A escravatura é a forma de opressão dos fortes sobre os mais fracos, dos agiotas sobre os devedores, dos prestamistas sobre os necessitados.....
Hoje a escravatura voltou de uma forma mais refinada, mais cruel ainda e sanguinária como sempre!!!
30 MILHÕES DE CIDADÃOS ESCRAVOS??
E OS OUTROS QUE JÁ PERDERAM A SOBERANIA?
MUNDO CÃO!!!


Ladrões & C.ª


A factura da electricidade que cada cidadão é obrigado a pagar....INCLUI AS RENDAS QUE OS GORDUROSOS E AGIOTAS OBRIGAM A PAGAR ÀS DISTRIBUIDORAS!!!
Só que quem as paga....é o mesmo de sempre : 
O CONSUMIDOR!!!
GATUNOS E LADRÕES!!!
Para muito breve o recurso à iluminação a petróleo....nas ruas e casas!!!

Gorduroso


Um Passos Coelho que manda cortar nos vencimentos dos funcionários, nos apoios sociais e nos serviços público, mas que no entanto, ESBANJA MILHÕES em viagens.
PORCOS, ALDRABÕES E MAUS!!!
Viajar para fazer o quê?
Lamber cu aos alemães??
Só pode.....
Cortar no pessoal??
Significa, precisamente, o quê??
GORDUROSO!!!

quinta-feira, outubro 17, 2013

Os amigalhaços do costume


Os amigalhaços continuam a preservar os direitos adquiridos dos gatunos.
Ficou-se a saber que as restrições impostas pelo VERGONHOSO orçamento de 2014 não vão atingir, nomeadamente, Cavaco e a Assunção Esteves....
Estas duas figuras de circo vão continuar a optar pela pensão em vez do salário....
QUEM É AMIGO???
ARROTA PELINTRA....... A CORJA NÃO TEM LIMITES AOS DIREITOS ADQUIRIDOS!!!!
ORA BEM, TOQUE-SE O HINO AOS MALTESES!!!

Fora da lei


O crime fácil já não resulta nem satisfaz quem o pratica. 
É como assaltar uma velhinha, por esticão, numa rua deserta. 
E a corja que, governando-nos, se governa, sabe disso. 
Do que gostam é de desafiar a lei.
Violar a Constituição sem preservativo para que o risco seja maior.
Leia-se:
"Os cortes nos subsídios de desemprego e doença estão em vigor desde 25 de Julho, no entanto, o governo não aplicou estes cortes em Agosto e Setembro, antes das eleições autárquicas. Agora, está a enviar cartas a exigir que os beneficiários dos referidos subsídios devolvam, no prazo de um mês, o dinheiro dos cortes que não foram efectuados."
Lembrar que estes cortes tinham sido declarados inconstitucionais pelo respectivo Tribunal.
Ora cá está a prova provada, que o aldrabão considerava, e de que maneira, as eleições autárquicas como importantes para a continuidade de violar a lei, sempre que tivesse oportunidade.
PERCEBES??? 

Ao que isto chegou.....

Depois dos «chineses» venderem bandeiras portuguesas, aquando do Euro, com carros da fórmula 1 a substituir os castelos;
Depois de um parolo Cavaco a içar uma bandeira de pernas para o ar...
Eis que, numa cerimónia OFICIAL, no México, inventa-se uma nova bandeira.
Terá sido imposta pela agiotagem da troika?
Ao que isto chegou.
Que diz a isto o «Portinhas»?
O tal que queria os alunos, nas escolas públicas, em formatura, tipo Mocidade Portuguesa, a saudar o director e a cantarem o hino...
Que dirá o «pateta» agora???
ISTO ULTRAPASSA TUDO!!!


Uns e outros ...a merda é a mesma

Uns não se lembram de nada....
Falta de memória?
Claro que não, fugir dos julgamentos e da prisão....
Outros dizem agora que.....
«Sócrates sobre o BPN: "Não sabia o que aquilo era"!!!
Coitado, o último a saber!!!
E o que fazia um Vítor Constâncio???
Papava charodos ordenados no Banco de Portugal, pois então...
Mário Soares percebes a razão pela qual há muitos que DEVIAM estar a ser julgados?
MUITOS E MUITOS!!!
A família político-partidária também os tem e em BARDA!!!

Mais uma do Hannibal

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, reiterou hoje que a única relação que teve com o BPN ou as suas empresas foi enquanto depositante para aplicação de poupanças quando era professor universitário.
E as acções????
FALTA DE MEMÓRIA......

Mais um..... "desmemoriado"

Esta corja de GATUNOS deu-lhes uma acefalia....
Não se lembram de nada nem de coisa alguma....

Uns em declararem milhões ao fisco....outros esquecem-se de milhares de acções do banco dos gatunos e seus amigos (BPN) .... e outros.....

NÃO SE LEMBRA???
DESMIOLADO!!!!
E, era este trambolho presidente do BPN??
Cavaco lembras-te???
NÃO....
Nem das acções que tinhas no BPN???
NADA!!!
Ainda há-de nascer alguém......como tu Cavaco!!!
CLARO, ENTÃO NÃO HOUVERA DE SER???

Qual a razão?



Nesta posição da CGTP há algo que me aterroriza.
Como pode uma central sindical vergar-se perante o autoritarismo de um nazi Macedo?
Como pode uma central sindical vergar-se perante a prepotência de um ministro que de aldrabão, com o subsídio que pediu quando era deputado e, ao qual NÃO TINHA DIREITO, até à forma como «comanda» as forças de repressão....TUDO REVELA O SEU INSTINTO!!!
Aceitar a decisão de um governo em não permitir, que uma manifestação utilize a ponte 25 de Abril....é HUMILHANTE!!!
É mais do que COBARDIA!!!
Agora se entende a forma como somos tratados pelos ditadores governamentais....como nos ROUBAM, NOS EXPULSAM DOS EMPREGOS, NOS ATIRARAM PARA A FOME E MISÉRIA...
É devido a uma classe dirigente sindical que criou raízes no pântano da imundice, do compadrio e da subserviência, que se perpetua ao longo da vida..
TENHO NOJO SER REPRESENTADO, POR QUE SOU SINDICALIZADO, POR ESTA CORJA DE COBARDES.
MEDO DO CONFRONTO???
Quem???
Quem tem medo?
Se antes do 25 de Abril não houvesse coragem de enfrentar TODAS as cargas policiais e o mundo perceber que lutávamos pela sobrevivência e pela liberdade, ainda hoje estaríamos a viver debaixo das patas assassinas dos gatunos da altura.
HOJE, OS GATUNOS SÃO DA MESMA NATUREZA MUDARAM FOI DE ROUPAGENS!!!
PERCEBERAM???
Duvido.
Agora entendo a razão pela qual o sindicalismo perdeu tanta força.....uns cobardes!!!
Manifestação em autocarros???
Pagar portagens para engordar o porco do Quinzinho Amaral??
Haja decência e honestidade....

As equidades de uns parolos, ladrões

Há neste mundo seres que se julgam inteligentes pelo simples facto de ROUBAREM sem pudor uns pobres e indefesos cidadãos.
Roubam da forma mais criminosa que se possa imaginar.
Roubam sem que nada nem ninguém os incomode.
Roubam sem prestarem contas a ninguém.
E, não se pense que é só ao mais alto nível que tal aconteça.
Nada disso.
Rouba-se um depauperado património que é de TODOS!!!
Ficou-se a saber que um incompetente primeiro-ministro faz um assalto descomunal aos bolsos dos portugueses para sustentar os seus caprichos.
PORCOS, FEIOS, MAUS E LADRÕES!!!



quarta-feira, outubro 16, 2013

A EQUIDADE FALSEADA



Os ex-presidentes da República Mário Soares, Jorge Sampaio e Ramalho Eanes vão ficar excluídos dos cortes nas pensões vitalícias. 
O Orçamento do Estado para o próximo ano prevê que as subvenções vitalícias pagas a ex-políticos com rendimentos mensais acima dos dois mil euros sejam suspensas a partir de Janeiro mas abre uma excepção para os antigos chefes de Estado.
Por ano, a Presidência da República paga a estes três ex-chefes de Estado pensões vitalícias na ordem dos 220 mil euros.
UNS PAGAM, OUTROS GOZAM COM A MISÉRIA ALHEIA.
VERGONHOSO.
FORTES COM OS FRACOS, FRACOS COM OS FORTES!!!


O ÚLTIMO DIA DAS NOSSAS VIDAS II


2. CONVERGÊNCIA (??) DOS SISTEMAS DE PENSÕES

O Governo anunciou a convergência das pensões da Caixa Geral de Aposentações (CGA) com o regime geral da segurança social, numa medida que prevê cortes nas pensões de aposentação, reforma e invalidez a partir dos 600 euros ilíquidos
No caso das pensões de sobrevivência, o corte começa nos  
419 euros ilíquidos, nos casos de quem tem até 74 anos.
O patamar a partir do qual são feitos cortes varia com a idade. Quem tiver entre 75 e 79 anos e auferir uma pensão de sobrevivência, o corte começa nos 450 euros. Entre os 80 e os 84 anos, é a partir dos 500 euros. Entre os 85 e os 89 anos, estes cortes não abrangem quem aufere menos de 550 euros ilíquidos. Para quem tem mais de 90 anos, os cortes não abrangem valores até aos 600 euros ilíquidos.
Nas pensões de aposentação, reforma e invalidez, quem auferir mais de 600 euros ilíquidos vai sofrer um corte médio de 10%.  
A medida abrange as pensões que já estão a ser pagas, ainda que haja nuances relativamente à fórmula a aplicar. Quanto às futuras pensões, vão sofrer uma alteração nas regras de cálculo, para que sejam ajustadas ao que o Governo agora pretende adoptar.
Quem se inscreveu na Caixa Geral de Aposentações (CGA) antes de 1993 e tenha uma pensão de aposentação, reforma ou invalidez superior a 600 euros ilíquidos atribuída até ao final de 2005 vai sofrer um corte de 10% na totalidade do valor que recebe. Quando o valor fica abaixo dos 600 euros depois do corte, é feito um ajuste. Por exemplo: uma pensão ilíquida de 650 euros que sofra um corte de 10% resulta em 585 euros (menos 65 que o montante de partida). Ora, neste caso, o corte passa a ser de 50 euros, para que o valor final seja de 600 euros. Só a partir dos 667 euros é que deixa de ser necessário fazer este tipo de ajustes. 
Nos casos das pensões atribuídas depois de 2005, há uma parte do valor que fica de fora dos cortes. Estas pensões são auferidas com base em duas parcelas: uma, designada "P1", é relativa ao tempo de serviço prestado até 31 de Dezembro de 2005 e respeita o Estatuto da Aposentação; a outra, designada "P2", refere-se ao tempo de serviço posterior, "nos termos das regras de cálculo do regime geral de Segurança Social". Neste casos, é a parcela P1 que vai sofrer o corte de 10% - isto é, os 10% não abrangem a totalidade do valor recebido. Nestes casos, e como nos anteriores, são feitos ajustes caso o valor final seja inferior a 600 euros depois de aplicado o corte.

O ÚLTIMO DIA DAS NOSSAS VIDAS I

Aqui fica, em vários episódios, as cenas tristes de um filme de terror, que uma corja de assaltantes se prepara para fazer a um povo: DIZIMÁ-LO, SEM APELO NEM MISERICÓRDIA!!!
SÓ COMPARÁVEL AO EXTERMÍNIO NAZI...
UM HOLOCAUSTO!!!


1. CORTES NOS SALÁRIOS DA FUNÇÃO PÚBLICA


Se quiser saber quanto os gatunos lhe vão ROUBAR, aqui tem o cálculo.



A tabela do assalto

Confira quanto uma corja lhe vai ROUBAR.
Onde estão os LADRÕES QUE ROUBARAM no BPN, BPP, PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS, OBRAS DE REGIME, DESFALQUES E OUTROS ROUBOS???
ONDE ESTÃO???
EM PARAÍSOS FISCAIS, CLARO!!!
FARTOS DA CORJA.
UM VERDADEIRO PAÍS DE BANANAS GOVERNADO POR SACANAS!!!


GATUNOS



Esta gente deve ser julgada por crime contra um povo.
Querem exterminar os funcionários públicos.
CRIMINOSOS!!! 

Cortugal


ROUBOS



Quer saber quanto os GATUNOS lhe vão roubar?
Aqui.

ASSASSINOS


GATUNOS

As sete mudanças essenciais na Função Pública
O Orçamento do Estado para 2014 prevê mudanças muito significativas na vida da Função Pública. 

1. Reduções salariais entre 2,5% e 12% para remunerações acima de 600 euros. A redução é progressiva entre os 600 euros e os 2 mil euros e a partir deste valor aplicam-se 12% a todas as remunerações. Estes cortes substituem assim as reduções que estavam em vigor desde 2011 e que previam cortes acima dos 1.500 euros brutos, entre 3,5% e 10%. O corte nos salários previsto na proposta de lei do OE/2014 incide sobre a remuneração total ilíquida, ou seja, inclui suplementos.


2. O subsídio de Natal ou quaisquer prestações correspondentes ao 13º mês volta a ser pago em duodécimos no próximo ano.

3. As valorizações remuneratórias dos funcionários públicos vão manter-se congeladas em 2014. Mas o Governo vai permitir a atribuição de prémios de desempenho a um máximo de 2% dos trabalhadores de um serviço, com base na avaliação de desempenho. Os prémios não podem significar aumento de despesa com pessoal e serão atribuídos com carácter excepcional. O limite de 2% pode ser aumentado para 5%, dependendo da eficiência e sujeito a autorização do Ministério das Finanças.

4. Como medida excepcional de contenção salarial, será permitida a redução da duração do período de trabalho, no mínimo, no equivalente a 2 horas por dia ou oito horas consecutivas de trabalho por semana, com redução do salário de forma proporcional. Estes trabalhadores que concordarem ter este regime especial de trabalho a tempo parcial fixam isentos das reduções remuneratórias.

5. O recrutamento de trabalhadores que não possuam já um vínculo público mantém-se proibido em 2014. Só em casos excepcionais será permitido o recrutamento. Fica também proibida a renovação dos actuais contratos a termo. Esta proibição aplica-se à administração directa e indirecta do Estado, administrações regional e autárquica, órgãos e serviços de apoio do Presidente da República, da Assembleia da República, dos tribunais e do Ministério Público e respectivos órgãos de gestão, bem como pessoas colectivas de direito público e empresas públicas.

6. Mantém-se a redução de 50% sobre as licenças extraordinárias, bem como o limite de 838,44 euros.

7. Está prevista a criação de novos programas de rescisões por mútuo acordo em áreas sectoriais onde existam situações de sobreemprego. Actualmente decorre o programa de rescisões destinado aos menos qualificados (assistentes técnicos e operacionais).

Sem fronteiras


A Tod@via - Associação de Fronteira por uma Via Sustentável convoca todos os amantes do património cultural e natural e do aproveitamento racional dos recursos da nossa terra, a um passeio carrilano, que se celebrará no próximo domingo, dia 20 de outubro, no molhe de Vega de Terrón (do outro lado da Barca d'Alva), com o lema "VI(d)A MINHA!".
Podes faltar, mas sem ti não será o mesmo, "VÍ(d)A minha!"

terça-feira, outubro 15, 2013

ROUBOS

Os ladrões não desistem de ANIQUILAR, por completo, um povo.
Depois dos roubos das pensões é chegada a altura de ROUBAR mais nos vencimentos dos funcionários públicos.
Enquanto ROUBAM os funcionários públicos, os pensionistas e reformados os LADRÕES do BPN, BPP, das PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS, SWAPPS, DERRAPAGENS NAS OBRAS PÚBLICAS, APOIOS A AGIOTAS, PARASITAS E OUTROS ESTORVOS continuam a passar IMPUNES pela investigação(??) e pelos julgamentos.
Dinheiro não lhes falta......para agiotagem e restantes parasitas sociais...
CHULOS DA TRAMPA...
Um país de bananas governados por SACANAS!!!


CORAGEM

Ainda há quem seja digno da classificação de corajosos e não uns «medrosos», COBARDES e submissos que aceitam TUDO a troco de umas migalhas para satisfação de caprichos pessoais.
UMAS BESTAS!!!
UNS ASSASSINOS.
UNS HIPÓCRITAS PORCOS E SUJOS.
"Espanha rejeita cortes salariais propostos pelo FMI e diz que tem “a sua própria agenda”.
O Ministro da Economia Espanhol, Luís de Guindos, afirmou que Espanha tem “a sua própria agenda” e que “a recuperação é lenta, mas é recuperação”.
PERCEBES ESTÚPIDO, IDIOTA E CRETINO?
Espanha olha com ar desafiador para os resultados que o FMI propôs em Agosto, que tinham, entre outras medidas, o corte de salários.
O Ministro da Economia Espanhol estava em Washington, USA, para a reunião de Ministros do G-20. 
Este afirmou que “a recuperação é ténue, suave, modesta, mas é recuperação”, dizendo também que “lemos as informações do FMI mas o Governo tem a sua própria agenda e demonstrou que está a tirar a Espanha da crise, algo que alguns não acreditavam há alguns meses”.
VAI APANHAR ...BONÉS PORCO, SUJO E PAQUIDERME!!!
Recordamos que a proposta do FMI era de baixar os salários em 10%, aumentando a contratação de pessoas.
O Ministro afirmou ainda que a dívida pública terá descido o ano passado, dando sinais positivos á economia espanhola.
Cidades espanholas rejeitam dívida.
Em Espanha a coragem individual de cada cidade tem-se contagiado. 
Badaloma foi a primeira cidade espanhola a declarar ilegítima a sua dívida e a dizer “não pagamos”. 
Seguiram-se mais cidades catalãs, nomeadamente Cerdanyola del Valles e Molins de Rei.
SE A CORAGEM SE ALASTRA.....QUE SE CUIDEM OS AGIOTAS E OS COBARDES DA TRAMPA!!!



segunda-feira, outubro 14, 2013

Mais e mais do mesmo


ROUBOS!!!!


Para os fortes são fracos os COBARDES!!!


Os Números, as Necessidades e as Leis

Depois de mais um foguetório eleitoral, chegou a hora de regressarmos à realidade. Vou apenas referir aqui alguns números e situações. Porque é preciso.
A dívida pública não cessa de aumentar, chegando já aos 127% do PIB.
O défice orçamental, que não deveria, de acordo com as exigências da troika, ultrapassar os 4% em 2014, atingiu, nos seis primeiros meses do ano, 7,1% do PIB.
O Eurostat calculou existirem no país, durante o mês de julho, 878 mil desempregados, sem sequer tomar em conta os números trágicos da emigração forçada.
A proteção no desemprego chega agora apenas a 44% das pessoas sem trabalho.
O valor médio das prestações de desemprego foi, no final de agosto, de cerca de 481 euros, à custa de uma redução de 4% em relação ao mesmo período do ano passado.
O número de beneficiários do RSI voltou a cair em agosto, existindo agora menos 30 mil pessoas a receber esta prestação do que no mesmo mês de 2012.
Perto de 1 500 crianças e jovens perderam o direito ao abono de família entre julho e agosto.
2 412 beneficiários do subsídio por educação especial, destinado a crianças e jovens com deficiência, perderam esta prestação social no mês passado.
A desvalorização salarial dos trabalhadores que foram ou que vão ser atingidos pelo aumento não remunerado do número de horas semanais de trabalho, de 35 para 40, alcança, na prática, um valor de 14%.
A mais recente alteração ao Código do Trabalho, em 30 de agosto, resultou numa intrincada teia de fórmulas que dificulta ao trabalhador perceber quanto receberá se for abrangido por um processo de despedimento colectivo, por um despedimento qualquer que se invente, ou simplesmente se vir caducar o seu contrato a termo.
E por aí fora. Poderia encher páginas e páginas com números destes. Em vão. É que tudo isto tem sido invocado em nome da necessidade. Sim, isso mesmo. A necessidade. E quando a necessidade é muita, até descobrimos que a Constituição atrapalha. Atrapalha tanto que um dia destes nem há-de ser necessária para nada!
Claro que esta necessidade, sendo para mim um mal maior que tudo o resto, só me suscita o pensamento de que não havia necessidade nenhuma de vivermos dela.
Bem sei que o Fernando Pessoa, no Livro do Desassossego, falava em “reduzir as necessidades ao mínimo, para que em nada dependamos de outrem”. E, se repararmos bem, até era capaz de ter alguma razão. É que há por aí gente que necessita como nunca. Necessitam de salários mais baixos. De pensões cada vez mais exíguas. De cada vez mais precariedade. De lucros cada vez maiores. Necessitam do medo, desde que esse medo seja dos outros. E do poder, desde que seja só deles. Necessitam, até sem precisarem. E tanto necessitam de tudo, como de coisa nenhuma.
É claro que Pessoa falava sobretudo das necessidades de que não precisamos. E de cada um reduzir as suas. Voluntariamente. Nunca de elas nos serem reduzidas, à força, por quem as tem maiores do que os outros. Mas como quem nos governa nunca deve ter lido Pessoa, números e necessidade são apenas as duas faces da mesma moeda. E por isso colocam a necessidade à frente de tudo. O homem, que eu até pensava ser a medida de todas as coisas, é hoje ultrapassado pela necessidade, que é agora a verdadeira medida de tudo. E por isso querem fazer dela a fonte de todas as leis.
O problema é que a necessidade transforma homens honestos em velhacos. É um obstáculo indestrutível que estilhaça tudo o que se lance sobre ela. Conduz as pessoas ao engano. E é a mãe de todos os vícios. Por isso mesmo, Santo Agostinho concluiu que a necessidade não tem lei. E eu acrescento que se tivesse, haveria de ser daquelas que proíbe tanto os ricos como os pobres de dormir sob as pontes, de mendigar nas ruas ou de roubar pão. E mais não digo. Porque nem há necessidade…


Jorge Noutel

(Crónica publicada no jornal "O Interior" - 09/10/2013)

À procura de emprego? CUIDADO

Se está à procura de um emprego e foi convocado para a «tal» entrevista leia com atenção o seguinte texto:
10 ARMADILHAS "MORTAIS" QUE OS RECRUTADORES USAM PARA VERIFICAR SE É REALMENTE QUALIFICADO OU NÃO PARA O EMPREGO.

Aquando da entrevista, os entrevistadores encontram candidatos que já chegam com respostas prontas, decoradas e ensaiadas aos mínimos detalhes como se de um guião se tratasse.
Isso obrigou os contratantes a desenvolverem novas técnicas para descobrir o que realmente está por trás de cada um.
Aqui estão as 10 armadilhas que os recrutadores usam para desmascarar os entrevistados.

1 – Silêncio
 Quando o entrevistado para de falar, alguns entrevistadores continuam intencionalmente em silêncio para ver se o entrevistado continuará a falar ou se ficará calado. A maioria das pessoas fica tão desconfortável com o silêncio que tentam fazer o possível para preenchê-lo concedendo informações que às vezes, de tão sinceras, podem prejudicá-los. Então qual seria a melhor estratégia nesse caso? Se o entrevistador ficar em silêncio, cale-se igualmente. Se nos próximos dez segundos ele não reiniciar a conversa, pergunte se a resposta que deu foi suficiente.

2 – Simpatia ao extremo
 Os bons entrevistadores mostram-se simpáticos. Mas cuidado é só aparência. A simpatia pode ser um processo que lhes permita ter uma ideia mais fiel a respeito do entrevistado, além de ajudar a perceber as “derrapagens”.
Isso não significa que não nos devemos relaxar, mas precisamos de ter em mente que não estamos numa conversa com amigos, mas numa entrevista em que há patamares diferentes de posição, o contratador e o contratado.

3 – Pergunta sacramental: “O sabe sobre a empresa?”
 Os entrevistadores perguntam isso porque querem saber se fizemos o trabalho de casa. Recolher a máxima informação sobre a empresa é absolutamente imprescindível. Se não teve tempo para se preparar para a entrevista, por estudar tudo sobre a empresa, essa pergunta revelará a verdade.

4 – Perguntar: “Por que quer sair do seu emprego actual / por que saiu do seu último emprego?”
 Com esta pergunta os entrevistadores querem saber se vai sair ou já saiu do seu emprego e em que circunstâncias e, se está disposto a falar mal do outro empregador. Cuidado!!!

5 – Perguntar: “Tem disponibilidade para iniciar de imediato?”
Podemos pensar que expressar o desejo de começar imediatamente contribuirá a seu favor. No entanto, o que eles querem saber é se conhecemos as leis, dado que sair do emprego sem avisar o empregador, dentro do prazo legal, os entrevistadores presumirão que um dia também faremos o mesmo com eles.

6 – Perguntar: “Consegue enviar-nos isso?”
 Se o entrevistador pedir para lhe enviarmos alguma informação posteriormente, por exemplo, um artigo que escrevemos, tenha a certeza que o vai fazer. Ele pode estar a testar a capacidade de nos lembrarmos de compromissos, mesmo que não sejam tão importantes.

7 – Perguntar: “Foi demitido? Outros foram demitidos?”
 “Muitos do seu departamento foram demitidos também?”. 
Provavelmente não é uma pergunta inocente, mas é uma tentativa de descobrir se o anterior empregador o demitiu por baixo desempenho ou por outra razão qualquer.

8 – Perguntar: “Qual o trabalho dos seus sonhos?”
 Se começar a falar sobre o seu sonho de protagonizar um filme, os seus anseios políticos e coisas desse tipo, o entrevistador – pelo menos a maioria deles – irá pensar que não está realmente comprometido com o lugar que estamos a concorrer.

9 – Perguntar: “Você tem alguma pergunta?”
 Ok, isso realmente não é um truque. Mas muito de si pode ser revelado ao entrevistador pelas perguntas que fizer. Se a resposta se concentrar em benefícios, remuneração e horas, ou se está curioso em saber qual o tipo de funções a desempenhar. Os entrevistadores querem ouvir perguntas sensatas sobre o trabalho, cultura e a organização. Perguntas que revelem se estamos interessados verdadeiramente no lugar.

E a última e mais mortal de todas:

10 – A primeira impressão na recepção
 Alguns candidatos dizem coisas à recepcionista que nunca diriam aos entrevistadores: falam sobre assuntos mundanos, o que realmente pensam dos problemas diários ou outros assuntos. Entrevistadores bons e espertos vão perguntar à recepcionista ou outros que também estiveram em contacto consigo sobre a impressão que tiveram a seu respeito. Atenção a este item.
Pior ainda: Em muitas empresas, as recepcionistas dos departamentos de selecção são psicólogas treinadas. Disfarçadas só para "enganar". Conversas fúteis para passar o tempo, são de evitar.
Sente-se e aguarde em silêncio.
Se uma parede cair não reaja.

BOA SORTE

domingo, outubro 13, 2013

Entalado.....


Este é o «tal» que à custa dos seus dotes de bailarino contorcionista, levou-o de irrevogável a revogável pela vaidade de continuar a ocupar um cargo de governação, ser promovido na hierarquia do Estado, pelo mérito e pela competência que a sua auto-avaliação lhe dita. 
Um patriota. 
Nunca como agora a velha máxima de Samuel Johnson fez tanto sentido. O "patriotismo", a pele que veste e que lhe permite a vaidade de aparecer, de ser visto, dar-se ares de importância, sorriso dentadura postiça, aliás «nele» tudo é postiço, a rivalizar com o brilho dos botões de punho, cegou-o e levou-o a descurar os flancos e a subestimar o adversário de coligação. 
Primeiro a recusa de Pedro Passos Coelho em aceitar a demissão, depois, sabendo melhor que muitos o que a casa gasta, fazendo-lhe a vontade e criando um posto de "sargento-ajudante", mesmo à medida da visibilidade desejada por um, e pretendida pelo outro para o outro. 
Uma mestria de traição com veneno à mistura.
O poder cega, estúpido!!! 
E agora o Guião para a Reforma do Estado. 
Tantas e tantas vezes dito pelo Coelho que isso é assunto do Portas.
Estás queimado e esturrado.
Acontece a quem é cego pelo poder e nada mais enxerga.
MERECES!!!
Desde os tempos do «Independente», pois claro!!!
Cá se fazem, cá se pagam!!!
Nove meses???
Mas que grande gestação!!! Eheheheheh!!!
Ou me engano muito ou houve má contagem do tempo.....
É o que dá a promiscuidade ...... 
Ainda havemos de embrulhar isto tudo no Princípio de Peter.
Todas as malfeitorias que a coligação PSD/ CDS-PP tem feito aos portugueses já tem denominação de origem controlada, todos os malfeitores já têm o nome afixado no pelourinho da opinião pública. 
O nome da besta escreve-se agora com três consoantes maiúsculas.